Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Ronaldinho relembra glórias e influência sobre Messi

Agora no Querétaro do México, brasileiro falou sobre os títulos por Barcelona e seleção brasileira e de sua amizade com o craque argentino

“Ele já demonstrava que ia ser grande. Víamos jogar nas categorias de base e pedimos ao Rijkaard que Messi viesse treinar com a gente no time profissional, e ele deixou”

Em meio a sua aventura pelo futebol mexicano, Ronaldinho Gaúcho, do Querétaro, concedeu entrevista ao jornal espanhol El Enganche e relembrou os grandes momentos de sua carreira, especialmente a passagem pelo Barcelona, entre 2003 e 2008. O meia brasileiro, duas vezes eleito o melhor jogador do mundo, falou com carinho sobre seu sucessor na equipe, Lionel Messi, e apostou pelo argentino na eleição do Bola de Ouro deste ano. “Cristiano Ronaldo é um atacante muito completo, mas o Messi tem magia nos pés para jogar futebol”. Ronaldinho ainda contou que a estreia de Messi pelo Barcelona, em 2004, contou com sua influência.

Leia também:

Ronaldinho perde pênalti e estreia com derrota no México

Ronaldinho pede mansão com quadra de futevôlei no México

Ronaldinho Gaúcho marca e lidera goleada do Querétaro

No México, Ronaldinho avisa: não muda seu estilo de vida

Segundo Ronaldinho, um pedido dos atletas mais experientes ao técnico Franck Rijkaard apressou a estreia de Messi na equipe principal. “Ele já demonstrava que ia ser grande. Víamos jogar nas categorias de base e pedimos ao Rijkaard que Messi viesse treinar com a gente no time profissional, e ele deixou”, contou Ronaldinho. Na época, Messi tinha apenas 17 anos e recebia constante atenção de Ronaldinho e dos brasileiros Deco e Sylvinho. Até hoje, o argentino diz ser grato pelo apoio que recebeu dos mais velhos e que o Barça de sua época só foi possível graças aos feitos anteriores da época de Ronaldinho. Foi o brasileiro quem deu a assistência para o primeiro gol de Messi pela equipe, diante do Albacete, em 2005. E hoje o argentino é o maior artilheiro da história do clube.

Ainda sobre o Barcelona, Ronaldinho contou que teve propostas tentadoras do Manchester United e do Real Madrid, mas optou por deixar o PSG rumo ao Barcelona por sua amizade com o então presidente do clube, Sandro Rosell, e pela identificação da equipe catalã com os brasileiros. “Queria seguir os passos de Romário, Ronaldo e Rivaldo. Eu podia ser o próximo R do Barcelona e isso me encantava. Eu precisava do Barça e eles de mim.”

Ele falou com saudade de sua passagem pela Catalunha, especialmente da temporada de 2005-2006, quando o Barcelona conquistou a Liga dos Campeões. “Foi uma época perfeita, éramos jovens e com vontade de fazer história.” Ele finalizou a entrevista relembrando sua trajetória vitoriosa pela seleção brasileira. “Tive sorte de integrar a seleção desde jovem, algo que é para poucos, num país em que todos jogam bem. Desde a base, passei vinte anos na seleção e isso é o máximo que um jogador pode querer.” Ele elegeu o título mundial de 2002, e especialmente as quartas de final contra a Inglaterra, como um dos momentos mais marcantes de sua carreira. “Foi um jogo muito especial, porque todos diziam que era uma final antecipada. Um jogo que aconteceu de tudo, dei uma assistência, fiz um gol e fui expulso. Nesta Copa consegui realizar o sonho de milhões de brasileiros.”

Estou muito feliz com o resultado da entrevista que fiz para o El Enganche! Vejam aí:http://t.co/ilSPGssrn7 #Baileciño

– Ronaldinho Gaúcho (@10Ronaldinho) 1 dezembro 2014

(Com agência Gazeta Press)