Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Romário sobre a saída de Teixeira: ‘Exterminamos um câncer’

Desafeto notório de Ricardo Teixeira, o ex-jogador e deputado federal Romário celebrou a renúncia do presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Em sua página no Facebook, o baixinho disse que é preciso comemorar pela saída de ‘um câncer do futebol brasileiro’.

Para o campeão da Copa do Mundo de 1994, porém, é preciso ter atenção com seu substituto, José Maria Marin – chamado de João pelo deputado em sua nota oficial. O ex-atleta lembrou do fato de o atual presidente da CBF ter sido flagrado embolsado uma medalha durante a premiação da Copa São Paulo de Futebol Júnior deste ano. A medalha era destinada ao Corinthians, campeão do torneio. O dirigente alegou, na época, que a pegou porque tinha recebido uma cortesia da Federação Paulista de Futebol.

‘Espero que Maria Marin, que furtou a medalha do jogador do Corinthians na Copa São Paulo de Juniores, não faça daquele ato uma constante na Confederação. Senão, teremos que exterminar a AIDS também’, atacou o ex-jogador.

Embora reticente, Romário classificou a saída de Teixeira como um ‘momento de vitória e mudança para o futebol brasileiro’. Com José Maria Marin, que leu nesta segunda-feira a carta de renúncia de Ricardo Teixeira, o político espera que, embora ‘quase impossível’, a CBF ‘dê uma nova cara para o nosso futebol’.

Veja o comunicado do deputado federal na íntegra:

Boa tarde, Galera!

Hoje podemos comemorar. Exterminamos um câncer do futebol brasileiro. Finalmente, Ricardo Teixeira renunciou à presidência da CBF. Espero que o novo presidente, João Maria Marin (sic), o que furtou a medalha do jogador do Corinthians na Copa São Paulo de Juniores, não faça daquele ato uma constante na Confederação. Senão, teremos que exterminar a AIDS também.

Desejo boa sorte ao novo presidente e espero que a partir de hoje (acho muito difícil e quase impossível) a CBF dê uma nova cara para o nosso futebol.

Estou muito feliz em saber que participei deste momento de vitória e de mudança para o futebol brasileiro. Não só acredito, mas também espero, que uma limpeza geral seja feita na CBF. Só então, definitivamente, poderemos ficar tranquilos de que a mudança acontecerá em todos os sentidos.

Valeu, Galera. Abraço!