Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Romário e Ronaldo anunciam doação de 32.000 ingressos para portadores de deficiência na Copa de 2014

Dupla de ex-jogadores apresentou projeto conjunto no Rio. CBF vai adquirir cota de entradas duplas para distribuição, mas critérios ainda não estão decididos

Quando atuaram juntos na Seleção Brasileira, Romário e Ronaldo só perderam dois dos 19 jogos. A parceria entre os craques está de volta, desta vez, longe dos gramados. Mas, inevitavelmente, interferindo no mercado da bola e das torcidas. Dezessete anos depois de seu último encontro nos campos, a dupla se reaproxima, e, nesta sexta-feira, os ex-atletas anunciaram um projeto em que a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se compromete a doar 32.000 ingressos para portadores de deficiência física durante a Copa do Mundo de 2014.

Os 250 ingressos duplos que serão dados aos portadores de deficiência e seus acompanhantes em cada partida serão comprados pela CBF, que, como seleção classificada para a Copa e país sede, tem o direito de adquirir uma determinada cota junto à FIFA, para distribuir em ações promocionais e sociais. Os autores da ação, no entanto, não souberam explicar qual será o critério de doação.

“Nós ainda não estudamos os critérios. Faremos tudo para evitar o jeitinho brasileiro. Eu sei que os ingressos doados a uma entidade podem ser dados a parentes e amigos de seus dirigentes ou até coisa pior. Mas a partir do ano que vem eu e minha frente parlamentar sentaremos para traçar um plano para a doação chegar ao seu destino certo. Esse é um compromisso meu, que a Copa no Brasil seja a Copa do povo”, adiantou o baixinho.

O deputado federal eleito pelo PSB-RJ disse ainda que a idéia da ação surgiu por não se conformar com o fato de portadores de deficiência não estarem entre os contemplados pela meia-entrada no projeto da Lei Geral da Copa. Romário decidiu, então, usar sua influência na política e no futebol para atuar em defesa das pessoas com necessidades especiais. Romário passou a militar em favor dos portadores de deficiência depois do nascimento de sua filha Ivy, portadora da síndrome de Down.

“Conversei com o Ricardo Teixeira e com o Ronaldo na sexta-feira passada e falei da possibilidade de termos alguma conquista as pessoas com deficiência. Fiquei surpreso com a rapidez da resposta. O Ricardo me passou que, independentemente de mudanças da Lei da Copa, a CBF vai doar 32 mil ingressos. Essa é ma maior vitória do meu primeiro ano de mandato”, contou Romário.

Mais novo membro do Comitê Organizador Local (COL), Ronaldo também se disse emocionado pela atitude do ex-companheiro de seleção. “O Romário não tem que agradecer nada. Somos nós é que temos que agradecê-lo por nos apresentar um projeto desses e nos dar a oportunidade de fazer uma Copa melhor. Desde o início do mês, quando entrei (para o COL) eu disse que queria que essa fosse a melhor Copa de todos os tempos, e independentemente do resultado dentro de campo, ela será”, prometeu o Fenômeno.