Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Romário comemora fim de ‘câncer’ do futebol brasileiro

Por AE

São Paulo – O deputado federal Romário (PSB-RJ) comemorou nesta segunda-feira a renúncia de Ricardo Teixeira do cargo de presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). O ex-atacante foi bastante duro em texto publicado no seu perfil no Facebook. Tratou o ex-presidente como “um câncer do futebol brasileiro” e disse temer que José Maria Marín venha a ser outra doença.

“Hoje (segunda-feira) podemos comemorar. Exterminamos um câncer do futebol brasileiro. Finalmente, Ricardo Teixeira renunciou a presidência da CBF. Espero que o novo presidente, José Maria Marín, o que furtou a medalha do jogador do Corinthians na Copa São Paulo de Juniores, não faça daquele ato uma constante na Confederação. Senão, teremos que exterminar a aids também”, escreveu Romário.

O ex-atacante lembrava o episódio da final da Copa São Paulo deste ano, quando Marín, um dos responsáveis pela entrega das medalhas aos campeões, foi flagrado colocando uma delas no bolso. Depois, explicou que era uma cortesia a que tinha direito. Nesta segunda, em sua entrevista coletiva de posse na CBF, o dirigente classificou a repercussão daquilo como uma “piada”.

Crítico ferrenho de Ricardo Teixeira e da CBF, Romário indicou não ter esperanças de que as coisas entrem nos eixos no futebol brasileiro. “Acho muito difícil e quase impossível (que) a CBF dê uma nova cara para o nosso futebol”, escreveu ele, logo após desejar boa sorte a Marin.

O deputado carioca encerrou o texto mantendo sua linha de atuação e mais uma vez pediu uma limpa na CBF. “Não só acredito, mas também espero, que uma limpeza geral deve ser feita na CBF. Só então, definitivamente, poderemos ficar tranquilos de que a mudança acontecerá em todos os sentidos”, concluiu Romário.