Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Roland Garros: Federer vence e iguala marca de Connors

Suíço agora soma 233 vitórias em torneios de Grand Slam - 50 delas em Paris

No último Aberto da Austrália, Federer atingiu o recorde de vitórias em um só torneio de Grand Slam, ultrapassando o sueco Stefan Edberg, dono de 56 triunfos

Primeiro grande favorito a estrear nesta edição de Roland Garros, Roger Federer iniciou a sua caminhada em Paris com uma vitória relativamente tranquila sobre o alemão Tobias Kamke, que caiu por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 7/5 e 6/3, nesta segunda-feira. E já contabilizou mais um recorde expressivo entre os vários da sua carreira ao alcançar 233 triunfos em torneios de Grand Slam, igualando a marca do americano Jimmy Connors. Só em Paris, são 50 vitórias. Federer soma apenas 35 derrotas em toda a sua trajetória em torneios de Grand Slam. Connors se aposentou com 233 triunfos e 49 derrotas na série de quatro torneios mais importantes do circuito profissional.

Cabeça de chave número 3 da competição, Federer não conseguiu exibir o habitual brilhantismo nesta primeira rodada, mas jogou o suficiente para se credenciar para enfrentar na próxima fase o vencedor do duelo entre o argentino David Nalbandian e o romeno Adrian Ungur, também programado para esta segunda. Esse foi o primeiro confronto entre Federer e Kamke, atual 78º colocado do ranking mundial, que completou 26 anos na semana passada e exibiu um jogo agressivo diante do suíço. O atual tenista número 3 do mundo, porém, não perdeu a chance de voltar a fazer história ao igualar o recorde de vitórias de Connors.

No último Aberto da Austrália, Federer atingiu o recorde de vitórias em um só torneio de Grand Slam, ultrapassando o sueco Stefan Edberg, dono de 56 triunfos. E, com sua campanha rumo à semifinal em Melbourne, ele ficou a um triunfo de igualar Connors, feito obtido nesta segunda. O maior vencedor de títulos de Grand Slam, com 16 taças, porém, esteve irregular em quadra nesta segunda. Ele cometeu 47 erros não-forçados, com 31 de seu adversário, e teve o saque quebrado em três de sete break points cedidos a Kamke. O suíço, entretanto, compensou os erros com 38 winners e quebrando o serviço do adversário em oito de 16 break points.

(Com Agência Estado)