Clique e assine com 88% de desconto

Rogério Ceni renova seu contrato até agosto de 2015

Aos 41 anos, o goleiro do São Paulo adia mais uma vez a aposentadoria

Por Da Redação - 28 nov 2014, 12h55

O goleiro Rogério Ceni, de 41 anos, renovou contrato com o São Paulo até o dia 5 de agosto de 2015 e adiou mais uma vez a aposentadoria. O anúncio foi feito nesta sexta-feira pelo presidente do clube, Carlos Miguel Aidar. “Faz cinco minutos que conversamos e renovamos o vínculo para que ele possa disputar mais uma Libertadores.”

Leia também:

Ceni é pressionado para anunciar decisão sobre futuro

Muricy, após queda do São Paulo: ‘Maior injustiça que já vi’

Publicidade

São Paulo perde nos pênaltis e diz adeus à Sul-Americana

Ceni nasceu em 22 de janeiro de 1973 em Pato Branco (PR) e se mudou ainda menino para Sinop (MT), onde começou a jogar na equipe local enquanto dividia o dia como auxiliar de escritório no Banco do Brasil. Terceiro goleiro no elenco, contou com a sorte quando o titular e o reserva se machucaram e assumiu a titularidade para levar a equipe ao título estadual em 1990 – mesmo ano em que foi contratado pelo São Paulo. Rogério Ceni estreou no São Paulo em 25 de junho de 1993 em amistoso contra o Tenerife, mas só seria titular quatro anos depois, quando Zetti se transferiu para o Santos. Em 25 de fevereiro de 1997, o goleiro marcou seu primeiro gol de falta, na vitória sobre o União São João por 2 a 0 no Campeonato Paulista. Ceni já marcou 123 gols.

O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, anuncia renovação de contrato com o goleiro Rogério Ceni até junho de 2015
O presidente do São Paulo, Carlos Miguel Aidar, anuncia renovação de contrato com o goleiro Rogério Ceni até junho de 2015 VEJA

Recordista – Maior goleiro-artilheiro da história, jogador que mais vezes vestiu a camisa do mesmo clube (1.183 jogos), Ceni teve seu pior momento no clube em 2001, quando recebeu uma proposta do Arsenal, da Inglaterra. Afastado pelo ex-presidente Paulo Amaral, quase deixou o clube. O ponto alto no São Paulo viria em 2005, quando comandou o time na conquista dos tricampeonatos da Taça Libertadores e do Mundial de Clubes da Fifa, com grande atuação na final contra o Liverpool – em que fez diversas grandes defesas e garantiu a vitória por 1 a 0.

Camisa – São Paulo e Penalty apresentaram nesta sexta a camisa comemorativa dos mais de 20 anos de Rogério Ceni no clube. O modelo inicialmente era tratado como a “última camisa da carreira” do jogador.

Publicidade

(Com Estadão Conteúdo)

Publicidade