Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Rochemback elogia Celso Roth, que pede para o time conter a euforia

Por Da Redação 4 set 2011, 19h32

Desde que Celso Roth assumiu o comando do Grêmio, no dia 14 de agosto, foram três derrotas e três vitórias, mas, para o torcedor Tricolor, o que realmente importa é o fato do time ter vencido todos os desafios que teve dentro do Olímpico, diante de Fluminense, Inter e Atlético-PR, neste domingo, afastando a iminência da zona de rebaixamento.

O volante Fábio Rochemback, que completou seu centésimo jogo com a camisa do Grêmio diante do Furacão, aproveitou para elogiar a volta da força da equipe no Olímpico com o novo treinador.

‘Ele está encaixando bem as peças e é justamente isso que estávamos precisando: vitórias boas dentro de casa e um jogo sem sustos, graças a um treinador desse nível e qualidade. O favoritismo era nosso e colocamos isso dentro de campo, contra um time muito bem fechado’, elogiou o ‘cão de guarda’ da defesa tricolor.

Depois da partida, o técnico Celso Roth também afirmou ter aprovado o resultado, mas alertou o time em relação a duas situações: a goleada não pode ser ‘anestésica’ para o momento da equipe e é necessário que se pontue também fora de casa.

‘Em termos de placar, é claro que foi a nossa melhor atuação, mostramos um equilíbrio tático e técnico interessante, mas ainda temos pequenos problemas de posicionamento e precisão que vamos corrigir com o passar do tempo. Temos que ter cuidado, porque toda vitória anestesia e esconde deficiências, mas foi importante’, comentou o treinador, ainda desconfiado com as atuações do seu time.

Depois da goleada sobre o Atlético-PR, o Grêmio volta a campo na próxima quinta-feira, às 20h30 (de Brasília), em Pituaçu, quando enfrenta o Bahia, que estreará o técnico Joel Santana.

Continua após a publicidade
Publicidade