Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rivaldo pode fechar Mogi Mirim por falta de dinheiro

Presidente do clube disse que vai esperar por propostas até 1º de junho

O ex-jogador Rivaldo afirmou que pretende abandonar o cargo de presidente do Mogi Mirim e que pode encerrar as atividades do clube no começo de junho caso não apareça algum investidor interessado em manter o time. Rivaldo disse estar desanimado com a falta de apoio da prefeitura da cidade e de empresários. “Sei que as pessoas não têm obrigação de investir no Mogi. Esse clube, com história e que divulga o nome da cidade, não pode ser fechado por falta de apoio da cidade. Mas não posso mais colocar dinheiro do meu bolso. Tem gente que diz estar preocupada com o futuro do Mogi Mirim, mas é hipocrisia, pois mesmo com o ingresso custando 5 reais muitos vem pedir entrada para os jogos.”

Leia também:

Aos 41 anos, Rivaldo anuncia aposentadoria pelas redes sociais

‘Brasil vai passar vergonha’, diz Rivaldo sobre a Copa

Rivaldo afirmou que pretende esperar ao menos até 1º de junho, data do último jogo do clube pela Série C do Campeonato Brasileiro, e caso não apareça nenhum investidor, garantiu que vai rescindir com os cerca de 100 funcionários do clube e pagar todas as dívidas. “O Mogi Mirim não tem este tempo para esperar. Preciso de alguém sério, que esteja disposto a investir no clube.” O atual dirigente encerrou a carreira de jogador no próprio Mogi Mirim, em março deste ano.

(Com Estadão Conteúdo)