Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rio Open divulga preço de ingressos: final custará até R$ 640

Torneio que receberá Rafael Nadal e outros três top 20 do mundo em fevereiro terá entradas mais baratas a 30 reais

A terceira edição do ATP 500 do Brasil, conhecido como Rio Open, contará com a presença de importantes tenistas do circuito mundial e também terá ingressos mais caros, com valores comparáveis aos dos Jogos Olímpicos do Rio. O evento acontece entre os dias 15 e 21 de fevereiro e os preços das entradas, que já estão à venda no site do Rio Open, variam de 30 a 60 reais.

Leia também:

Retrospectiva 2015: o escandaloso ano no esporte

Serena Williams é eleita esportista do ano pela ‘Sports Illustrated’

Nadal estará no Rio Open pelo terceiro ano seguido

Nos primeiros dias da competição, os jogos serão divididos em duas sessões, diurna e noturna. Cada período apresenta um valor diferente, sendo os mais caros à noite, com a presença dos principais nomes. Os ingressos mais baratos custam 30 reais, para jogos diurnos menos badalados. A partir das fases decisivas, uma entrada vale para o dia todo. Para as quartas de final, os preços variam entre 300 e 330 reais. Nas semifinais, gira em torno de 500 reais. Para a final, o mais caro custa 640 reais. Na Olimpíada do próximo ano, embora todas as entradas já estejam vendidas, os valores eram parecidos, a não ser o da final, que custava 700 reais.

O principal nome do torneio, mais uma vez, será o espanhol Rafael Nadal, atual número 5 do mundo. Além dele, o também espanhol David Ferrer, Jo-Wilfried Tsonga e John Isner, números 7, 10 e 11, respectivamente, do ranking da ATP também estarão no Rio.

Os brasileiros marcarão presença. Thomaz Bellucci, Marcelo Melo e Teliana Pereira estão confirmados. As premiações também já estão definidas. Para os homens, será distribuído 1,3 milhão de dólares (mais de 5 milhões de reais), enquanto para a chave feminina os prêmios giram em torno de 250.000 dólares (cerca de 970.000 reais). Nas duas primeiras edições, os títulos ficaram com a Espanha: Nadal em 2014 e Ferrer neste ano.

(Com agência Gazeta Press)