Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rio-2016: Vila Olímpica é apresentada com Janeth como prefeita

Complexo na Barra da Tijuca é dividido em 31 prédios de 17 andares, totalizando 3.604 apartamentos

A Vila Olímpica da Rio-2016, a maior da história dos Jogos, foi apresentada nesta quinta-feira na Barra da Tijuca. A ex-jogadora de basquete Janeth Arcain foi escolhida para o cargo simbólico de prefeita da Vila e será responsável por recepcionar autoridades e atletas.

Em um complexo dividido em 31 prédios de 17 andares, totalizando 3.604 apartamentos, a vila segue os padrões de prédios construídos na Barra da Tijuca e começará a ser ocupada a partir de 24 de julho. Em tempos de crise, a organização abriu mão de grandes luxos.

“O que foi construído é exatamente o que se vende nessa área da cidade. Não estamos oferecendo luxo, é o básico”, disse o diretor da Vila Olímpica, Mario Cilenti, sobre os prédios que receberão estrelas do calibre de Usain Bolt, Michael Phelps e Roger Federer, e serão vendidos depois dos Jogos.

Leia também:

COI antecipa R$ 100 milhões para resgatar Rio-2016

‘Jogos Olímpicos não serão afetados por estado de calamidade’, diz Eduardo Paes

Golfista que desistiu da Rio-2016 por medo de zika passou férias em país infectado

“Não queremos que os atletas se preocupem com nada, só com as competições. E trazer um pouco da atmosfera carioca para dentro da Vila, já que ele pode não ter tempo para visitá-la. Nossa vila é compacta, mas é a maior da história”, acrescentou.

Os prédios contam com apartamentos de dois ou três quartos básicos, com duas camas em cada quarto e uma sala com poltronas e pufes. Todos os quartos possuem almofadas confeccionadas por artesãos do Morro do Alemão especialmente para os atletas, que mostram mensagens de boas vindas.

A campeã mundial de basquete e medalhista de prata e bronze em Jogos Olímpicos Janeth Arcain se disse honrada por ter sido escolhida prefeita da Vila. “Para mim, foi uma ordem aceitar ser prefeita. É um grande momento, participei de quatro Jogos Olímpicos como atleta. Conheço bastante as vilas e os acontecimentos”, disse. “Espero que eles tenham o melhor momento, que seja uma vila onde eles possam descansar, aproveitar, se divertir e celebrar.”

Restaurante – Antes mesmo do início dos Jogos, em 5 de agosto, um novo recorde já será estabelecido na Rio-2016, segundo os organizadores: o de maior restaurante em atividade do mundo, com cerca de 22.000 metros quadrados. De acordo com a gerente de alimentos e bebidas da vila, Flavia Albuquerque, serão consumidas mais de 200 toneladas de comida por dia, em mais de 70.000 refeições para atletas, membros das comissões e a força de trabalho.

Para que tudo funcione como previsto, a força de trabalho da vila dos atletas será composta por 13 mil pessoas, sendo 500 funcionários, 2.500 voluntários e 10 mil profissionais terceirizados.

Por temores do vírus zika, transmitido pelo mosquito Aedes aegypti e relacionado com má-formação cerebral em bebês, o comitê organizador implantou 12.200 repelentes eletrônicos. Todos os quartos são equipados com ar-condicionado, mas não há redes de proteção contra mosquitos.

(com agência Reuters)