Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rio-2016: Brasil, o campeão em medalhas de ‘chumbo’

De acordo com o ranking invertido feito pelo 'Wall Street Journal', os atletas brasileiros ficaram mais vezes nas últimas posições durante os Jogos

Na contramão do quadro de medalhas, o renomado jornal americano Wall Street Journal realizou um levantamento, digamos, um pouco diferente. Nele, o Brasil lidera, o que já causa estranheza se comparado ao ranking “normal”, em que o Brasil aparece na 12ª colocação. No entanto, trata-se do inverso: os atletas brasileiros foram os que mais ficaram nas últimas posições. Foram 12 medalhas de “chumbo” (último), 13 de “lata” (penúltimo) e 11 de “zinco” (antepenúltimo), totalizando 45. Austrália, Egito, Japão e Estados Unidos completam as cinco primeiras posições.

LEIA TAMBÉM:
Os acertos e os erros de VEJA na Olimpíada
A medalha de ouro mais certa

De acordo com a publicação, é a segunda vez consecutiva que um anfitrião lidera o ranking de últimos colocados. Nos jogos de Londres-2012, a Grã-Bretanha figurava em primeiro na lista. O país-sede da Olimpíada tem vaga garantida em quase todas as modalidades. Na Rio-2016, o Brasil teve sua maior delegação, com 462 atletas.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Domingos Sávio Rodrigues

    Gostaria de saber o número real de medalhas, comparando o Brasil com os outros. Exemplo: no futebol ao invés de 1 medalha ganhamos 18 medalhas, e assim no outros esportes.

    Curtir