Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ricardo Oliveira volta ao Santos e Goulart vai para a China

Experiente artilheiro retorna à Vila Belmiro depois de 12 anos. Já o destaque cruzeirense aceita proposta milionária e se distancia da seleção

Por Da Redação 13 jan 2015, 09h38

O futuro de dois xarás goleadores foi definido na noite de segunda-feira. Ricardo Oliveira, de 34 anos, acertou seu retorno ao Santos depois de doze anos. Jogador com passagens pela seleção brasileira e por clubes como Milan, Valencia e Bétis, ele estava no Al Wasl, dos Emirados Árabes. Na Vila Belmiro, Ricardo Oliveira terá a missão de substituir Leandro Damião, que foi emprestado ao Cruzeiro. O clube mineiro, no entanto, perdeu uma de suas principais peças também nesta segunda. Eleito o Bola de Ouro do Brasileirão 2014 pela revista PLACAR, Ricardo Goulart foi anunciado pelo Guangzhou Evergrande, o atual tetracampeão chinês.

Leia também:

Presidente do Palmeiras diz que não quis dar ‘chapeu’ em rivais com Dudu

Titular da seleção, Tardelli deve se transferir para a China

Em crise, futebol brasileiro tem mercado morno

Ricardo Oliveira chega ao Santos em meio a uma crise financeira no clube. Devido ao atraso de salários, três atletas já moveram processos trabalhistas contra a equipe: o volante Arouca, o lateral Mena e o goleiro Aranha. Aos 34 anos, o atacante se desligou do Al Wasl no fim do ano e chega sem custos. Ele próprio propôs um contrato curto, até maio, para provar que ainda tem condições de atuar em alto nível.

Continua após a publicidade

Ricardo Oliveira foi revelado na Portuguesa, mas despontou para o futebol no Santos, em 2003, quando foi vice-campeão da Copa Libertadores pelo clube e terminou como artilheiro da competição. Agora, o técnico Enderson Moreira contará com o experiente jogador, além de Diego Cardoso, Gabriel, Geuvânio, Robinho, Patito, Stéfano Yuri e Thiago Ribeiro para o ataque.

O meia-atacante Ricardo Goulart, do Cruzeiro
O meia-atacante Ricardo Goulart, do Cruzeiro VEJA

Goulart – Destaque do Cruzeiro na conquista do bicampeonato brasileiro e convocado pela primeira vez para defender a seleção brasileira no ano passado, Ricardo Goulart decidiu deixar o país O meia-atacante assinou um contrato de quatro anos com Guangzhou Evergrande, que confirmou a contratação através do site oficial.

A equipe chinesa desembolsou 15 milhões de euros (aproximadamente 48 milhões de reais) para tirá-lo do Cruzeiro. Dono de 50% dos diretos econômicos, o clube mineiro vai receber 24 milhões de reais pela transferência de Goulart, de 23 anos, que estava no clube desde 2003 após passagem por Santo André, Internacional e Goiás.

Curiosamente, a China deve ser o destino de outro craque do futebol mineiro: Diego Tardelli, atacante titular de Dunga, também deve atuar no país asiático. Até hoje, nenhum jogador em atividade no futebol da China já foi convocado para a seleção.

Além de ter o campeão do mundo Fabio Cannavaro como treinador, Ricardo Goulart será companheiro do ex-botafoguense Elkeson, de Rene Junior, que defendeu o Santos, e do atacante italiano Alberto Gilardino no atual tetracampeão chinês. Goulart vestirá a camisa 11.

Na sua passagem pelo Cruzeiro, Ricardo Goulart disputou 106 partidas e marcou 38 gols. Além dos dois títulos do Campeonato Brasileiro, o meia-atacante também foi campeão mineiro no ano passado.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade