Clique e assine a partir de 9,90/mês

Ricardo Gomes aceita proposta do São Paulo

Treinador precisa apenas resolver questões sobre sua rescisão com o Botafogo para ser anunciado oficialmente no Morumbi

Por da redação - Atualizado em 12 ago 2016, 20h18 - Publicado em 12 ago 2016, 20h02

O São Paulo, enfim, encontrou um novo treinador: Ricardo Gomes, que estava no Botafogo, aceitou proposta e deve ser anunciado oficialmente ainda nesta sexta-feira. O ex-jogador já dirigiu a equipe paulista entre 2009 e 2010 e será o substituto de Edgardo Bauza, que deixou o clube para dirigir a seleção argentina.

Ricardo Gomes deve conversar com a diretoria do Botafogo para deixar o clube sem grandes transtornos e, de preferência, sem precisar pagar a multa contratual, que é por volta de 1 milhão de reais.  O treinador não quer sair brigado, já que tem um sentimento de gratidão pelo clube que o contratou após ele sofrer um AVC, em 2011, quando treinava o Vasco.

Entretanto, Ricardo Gomes está incomodado com a falta de reforços e também com a má campanha do clube.  A forma com que a diretoria botafoguense está se portando em relação ao interesse do São Paulo também incomoda o ex-jogador da seleção brasileira. Em maio, quando foi procurado pelo Cruzeiro, o treinador recusou o convite e o Botafogo lhe deu um aumento salarial.

Curiosamente, São Paulo e Botafogo se enfrentam neste domingo, às 16h15, no Morumbi. A intenção dos dois clubes é definir a situação até sábado, para que o treinador não fique na situação delicada de comandar um jogo entre sua ex e sua futura equipe.

Continua após a publicidade

A diretoria são-paulina espera não precisar pagar a multa, mas caso não dê certo, trabalha com duas linhas. A primeira é tentar um valor menor e parcelado e uma outra opção seria fazer alguma negociação que pudesse envolver jogadores. O certo é que, independentemente da negociação, o São Paulo será comandado por André Jardine no domingo.

Ricardo Gomes teve passagem importante no clube paulista. Ele trabalhou no clube entre 2009 e 2010, quando dirigiu o time em 73 jogos, alcançando a terceira posição do Brasileiro de 2009 e foi semifinalista da Copa Libertadores no ano seguinte.

(com Estadão Conteúdo)

Publicidade