Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Ribéry critica Bola de Ouro: ‘Ainda há muita política’

Francês perdeu para Cristiano Ronaldo em 2013 e ficou fora da lista deste ano

Por Da Redação 26 nov 2014, 17h00

Franck Ribéry, meia francês do Bayern de Munique, torce para que seus colegas de clube Manuel Neuer e Arjen Robben disputem o prêmio Bola de Ouro, entregue pela Fifa ao melhor jogador do ano. Ribéry, no entanto, acredita que mais uma vez o vencedor ficará entre Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. Depois de terminar em terceiro na premiação de 2013, o meia revelou mágoa por ter perdido para o português do Real Madrid. “Aprendi muito durante a festa de gala no ano passado. Assim que cheguei, disse à minha esposa que eu perderia. Vi como Blatter estava abraçando Ronaldo e como toda a família dele estava lá. Não sou estúpido. Ficou claro que ele tinha de ganhar. Ele não teria trazido toda a família se fosse de outra forma”, disse Ribéry em entrevista à edição desta quarta-feira do jornal alemão Bild.

Leia também:

Neuer vê Bola de Ouro distante: ‘Não poso de cuecas’

Suárez, excluído do Bola de Ouro: ‘Dói, mas terá revanche’

Confira a lista dos 23 indicados à Bola de Ouro da Fifa

Continua após a publicidade

Sem Neymar, Cristiano e Messi, Fifa revela os ‘gols do ano’

Cristiano Ronaldo: ‘Quero ser o melhor da história’

Cristiano Ronaldo, Messi e Franck Ribery, indicados ao prêmio Bola de Ouro 2013
Cristiano Ronaldo, Messi e Franck Ribery, indicados ao prêmio Bola de Ouro 2013 VEJA

O jogador do Bayern de Munique teme que a escolha do melhor jogador deste ano seja motivada por questões políticas. “Manuel Neuer ou Arjen Robben devem ganhar. Não dá para discordar disso. Neuer ganhou tudo, ele é uma grande pessoa e não é arrogante. Robben jogou uma temporada incrível na liga alemã e, em seguida, uma Copa do Mundo fantástica. Mas a Bola de Ouro não é mais para o melhor jogador, ainda há muita política.” O jogador de 31 anos, no entanto, diz que não ficou abalado por ter sido excluído da lista deste ano. “Este prêmio não significa mais nada para mim. Estou feliz com o que tenho em Munique.” Antes de Ribéry, o goleiro Neuer também havia criticado o prêmio.

Outro ídolo do futebol francês, o presidente da Uefa Michel Platini afirmou que o prêmio deveria ser dado a um atleta da seleção alemã. “Vários jogadores merecem a Bola de Ouro, mas sou da opinião que, em um ano de Copa do Mundo, este prêmio deveria ficar com um campeão do mundo.” Platini lembrou que em 2010 defendeu a mesma teoria, ao apontar que um espanhol deveria receber a honraria. Na ocasião, o vencedor foi o argentino Lionel Messi, superando os espanhóis Andrés Iniesta e Xavi. A lista dos três finalistas à Bola de Ouro deste ano será divulgada pela Fifa no próximo dia 1º de dezembro e a cerimônia de entrega do troféu acontecerá no dia 12 de janeiro, na sede da entidade, em Zurique, na Suíça.

(Com Gazeta Press e EFE)

Continua após a publicidade
Publicidade