Clique e assine a partir de 9,90/mês

Revezamento feminino viaja mirando pódio no atletismo

Por Da Redação - 10 Jul 2012, 19h22

Por AE

São Paulo – Os atletas que compõem os revezamentos 4x100m do Brasil no atletismo viajam nesta quinta-feira para a Europa, para a última fase de treinamentos visando um bom desempenho nos Jogos Olímpicos de Londres. Tanto os homens quanto as mulheres se apresentaram ao técnico Katsuhico Nakaya no domingo e estão fazendo um camping no Estádio Ícaro de Castro Melo, no Ibirapuera, em São Paulo.

E a equipe feminina aproveita a proximidade com o grupo masculino para se inspirar em busca de uma medalha em Londres. “A equipe feminina nunca teve um grupo de velocistas tão forte. Antes, o nosso objetivo era chegar à final. Agora, queremos o pódio”, comentou Rosângela Santos, única do grupo que vai correr, em Londres, também a prova individual dos 100m.

A meta de obter um pódio no revezamento, porém, não está tão distante. A equipe se classificou para Londres como a nona melhor do ranking olímpico (que levava em conta a média dos dois melhores tempos nos últimos 18 meses), mas apenas 33 centésimos acima da média da Ucrânia, terceira da lista.

Continua após a publicidade

No masculino, o Brasil chega a Londres um pouco mais bem posicionado no ranking, em sexto, com 12 centésimos de distância para a França. Em ambas as listas, Jamaica e Estados Unidos são insuperáveis a não ser que haja falha. “O grupo masculino já tem tradição no revezamento. Temos de treinar para conseguir o melhor resultado possível em Londres”, avalia Bruno Lins.

Até o início dos Jogos, o Brasil estará em três competições. Primeiro em Haldensleben (Alemanha), no domingo, depois em Cardiff (País de Gales), dia 18, e em seguida em Amsterdã (Holanda), no dia 21. “As competições serão importantes para avaliar o comportamento das equipes e corrigir as possíveis falhas”, comentou o técnico Katsuhico Nakaya.

DESFALQUE – Das seis mulheres e seis homens convocados para os revezamentos 4x100m do Brasil em Londres, a única que não vai viajar com o grupo na quinta-feira é Tamiris de Liz. Mas isso porque ela está disputando o Mundial de Juvenis. Nesta terça, a jovem de 16 anos passou pela fase preliminar com o melhor tempo geral entre 46 velocistas: 11s56.

Publicidade