Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Responsável por virada do Figueira, Júlio César diz que jogou no sacrifício

Por Da Redação 13 nov 2011, 09h08

Autor do gol que deu a vitória ao Figueirense aos 42 minutos do segundo tempo diante do Atlético-MG neste sábado e que o consolidou como artilheiro da equipe, Júlio César quase não voltou para a partida após o intervalo. O jogador revelou que sofreu com dores na coxa direita e pensou em pedir para ser substituído.

‘Voltei no sacrifício. Senti uma dor muito forte na coxa, mas não era o momento de sair. Tentei ajudar o máximo que eu pude, e graças a Deus fui abençoado com o gol. Estou muito feliz e não será uma dorzinha que vai me atrapalhar nesses últimos jogos’, declarou.

Para não ser problema para a próxima partida, diante do Flamengo, na quinta-feira, Júlio César vai usar o domingo para descansar, mas também para torcer contra os principais adversários do Figueira na luta por uma vaga na Libertadores.

‘Agora é relaxar e dar aquela secadinha. É normal secar os outros, mas isso de nada adiantaria se a gente não tivesse feito a nossa parte. Estamos de parabéns, temos que continuar assim e ir para o Rio de Janeiro em busca de mais um grande resultado’, afirmou.

Faltando quatro rodadas para o fim da competição, o Figueirense soma 56 pontos e está na quarta colocação, atrás ainda de Fluminense, Vasco e Corinthians. Neste domingo, o Cruz-maltino faz o clássico com o Botafogo, enquanto os paulistas recebem o Atlético-PR. O Fluminense já jogou no sábado e perdeu para o América-MG em casa.

Continua após a publicidade
Publicidade