Veja Digital - Plano para Democracia: R$ 1,00/mês

Reservas do Palmeiras perdem para a Ponte Preta

O goleiro Deola, do Palmeiras, falhou no gol da Ponte Preta

Por Da Redação 8 jul 2012, 20h33

Na intenção de preservar os titulares para a decisão da Copa do Brasil, o técnico Luiz Felipe Scolari promoveu garotos da base e deu chances também aos reservas do Palmeiras, neste domingo, mas uma falha do goleiro Deola custou a vitória por 1 a 0 para a Ponte Preta, no estádio Moisés Lucarelli.

O gol da Macaca saiu logo aos 15 minutos de jogo, quando Ricardinho bateu falta e contou com o erro do goleiro, que não conseguiu fazer a defesa no meio do gol. Portanto, o Verdão sofreu sua quinta derrota no Campeonato Brasileiro e amarga a zona de rebaixamento, com apenas cinco pontos.

O jogo em Campinas marcou a entrada de garotos formados na base do clube, como Luiz Gustavo, João Denoni e Patrick Vieira entre os titulares, além das chances no decorrer a Wellington, Caio e João Arthur.

Enquanto os reservas foram derrotas, o time titular palmeirense descansou neste domingo, pois tem compromisso importante na noite de quarta-feira, quando disputará o segundo jogo da decisão da Copa do Brasil, contra o Coritiba, no Couto Pereira.

Falha – Os garotos do Palmeiras iniciaram a partida com a intenção de mostrar serviço ao técnico Luiz Felipe Scolari. Assim, na primeira jogada ofensiva, Patrick Vieira dominou na meia-direita e arrematou muito perto da trave do goleiro Edson Bastos. No lance seguinte, Maikon Leite aproveitou boa troca de passes do sistema ofensivo e chutou ao lado da meta.

Porém, aos 15 minutos, a Ponte Preta aproveitou falha feia de Deola para abrir o placar. Em falta da meia-lua, Ricardinho chutou no meio do gol, mas o goleiro tentou encaixar e desviou para dentro das próprias redes. Logo depois, o zagueiro Adalberto Román teve de deixar o jogo por conta de lesão, cedendo sua vaga ao garoto Wellington.

Continua após a publicidade

O gol da equipe local desestabilizou o Palmeiras. Em novo erro defensivo, desta vez na furada do zagueiro Leandro Amaro, Nikão dominou pela direita e chutou, mas o goleiro segurou.

A partir daí, a Ponte passou a ditar o ritmo do jogo, mesmo sem criar jogadas de perigo. O que deu tranquilidade à Macaca foi a falta de criatividade do meio-campo palmeirense, pois Felipe e Patrik foram envolvidos pela marcação. Por isso, a aposta passou a ser na velocidade de Maikon Leite, sem que pudesse levar perigo ao adversário.

Antes do fim do primeiro tempo, em uma das raras respostas alviverdes, Patrick Vieira recebeu cruzamento de Fernandinho e cabeceou, mas Edson Bastos segurou sem problemas.

Resultado garantido – A Ponte Preta voltou ao segundo tempo disposta a administrar o resultado, de olho no desentrosamento do adversário. Nos instantes iniciais, Felipão já percebeu que precisaria mudar a formação do Palmeiras. Aos nove, o treinador tirou Patrick Vieira para colocar o atacante Caio.

A jogada seguinte do Verdão contou com a ajuda do garoto. Mesmo assim, o perigo saiu com a Ponte. Nikão driblou Leandro Amaro na entrada da área e finalizou para perto do gol. Do outro lado, já perto do fim do jogo, Maikon Leite arrancou pela direita e chutou forte, exigindo defesa de Edson Bastos.

(Com Agência Gazeta Press)

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Plano para Democracia

- R$ 1 por mês.

- Acesso ao conteúdo digital completo até o fim das eleições.

- Conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e acesso à edição digital da revista no app.

- Válido até 31/10/2022, sem renovação.

3 meses por R$ 3,00
( Pagamento Único )

Digital Completo



Acesso digital ilimitado aos conteúdos dos sites e apps da Veja e de todas publicações Abril: Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Placar, Superinteressante,
Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)