Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

Reserva decisivo, Juninho defende rotações no elenco do Vasco

Por Da Redação 22 mar 2012, 05h00

Juninho Pernambucano mudou a cara do Vasco no jogo desta quarta-feira, diante do Libertad, do Paraguai. Após um primeiro tempo truncado, o meia, que estava no banco de reservas, entrou no lugar de Eduardo Costa, marcou o primeiro gol e depois foi o maestro da vitória por 2 a 0.

O experiente ídolo da torcida, no entanto, fez questão de defender a opção do técnico Cristóvão Borges, que vem evitando colocá-lo ao lado de Felipe no meio-campo.

‘No primeiro tempo o jogo estava muito truncado, eu mesmo não acredito que conseguiria jogar bem, porque o time deles estava muito atrás. Um grande time não pode ter só uma formação, tem que ter variações’, comentou.

Emocionado com mais uma boa atuação em partidas de Libertadores, torneio que o consagrou na primeira passagem pela Colina, o meio-campista ainda fez alguns agradecimentos após o triunfo.

‘É um prazer ser aplaudido pela torcida, quero deixar uma coisa positiva no futebol. Me sinto um privilegiado de jogar desta forma aos 37 anos, sempre sonhei chegar a essa altura da minha vida e ainda ser decisivo. Espero colaborar pelo menos por mais uma temporada’, encerrou.

Continua após a publicidade

Publicidade