Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Rescisão de Lúcio não anima Juvenal no Tricolor: Continua caro

Por Da Redação - Atualizado em 19 jul 2016, 14h27 - Publicado em 1 jul 2012, 05h03

A notícia de que o zagueiro Lúcio rescindiu o contrato na Itália com a Internazionale está longe de empolgar a diretoria do São Paulo. O presidente Juvenal Juvêncio segue com o discurso de que o defensor carrega um alto custo para as equipes do futebol brasileiro.

‘Acho que ele recebeu algum dinheiro da Inter (para rescindir), mas continua caro, quer ganhar o que se ganha lá. As coisas aqui são necessárias diferentes’, avisou o dirigente neste sábado.

O São Paulo busca a aquisição de um zagueiro para trazer qualidade e experiência ao sistema defensivo. Nomes do elenco como Paulo Miranda, Edson Silva e João Filipe são frequentemente questionados pela torcida.

‘O Lúcio era o segundo salário do elenco da Internazionale, atrás apenas do Forlán, que foi levado para a Itália como o melhor jogador do ano’, repetiu Juvenal Juvêncio.

Publicidade

Além de um zagueiro, o São Paulo pode ter novidades no setor ofensivo. O nome do meia-atacante Diego Souza – que iniciou no banco de reservas a partida do Vasco contra a Ponte Preta – ganhou força no Morumbi neste sábado. Porém, a diretoria nega.

Publicidade