Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Renato Cajá lamenta indefinição, mas faz juras de amor à Ponte

O meia Renato Cajá, da Ponte Preta, segue com a sua situação indefinida. O jogador pertence ao Guangzou Evergrande, da China, e está emprestado à Macaca. No entanto, o seu contrato com o clube de Campinas (SP) se encerra no final deste mês e o Guangzou ainda não respondeu a solicitação alvinegra para uma renovação de empréstimo, fato lamentado pelo atleta.

‘Sei que está difícil esta situação. Ainda não tenho um clube certo, mas vou aguardar e continuar treinando. Se o Gilson Kleina (técnico) optar por mim neste domingo vou me esforçar ao máximo para sair de campo com uma vitória’, disse Cajá, referindo-se ao encontro com o Atlético-MG, neste final de semana, pela estreia no Campeonato Brasileiro.

Com 77 jogos pela Ponte Preta e 26 gols marcados, Cajá fez juras de amor ao clube e rechaçou qualquer possibilidade de defender o maior rival, Guarani, caso deixe a Macaca, rumor veiculado pela imprensa recentemente. O meia confirmou que houve uma sondagem do Bugre, prontamente ignorada pelo meia.

‘Não quisemos conversar pela minha história aqui. Não quero estragar esta passagem, até porque, se sair, um dia poderei voltar. Amo este clube, gosto de estar aqui na Ponte e gosto de Campinas. Foi a Ponte que abriu as portas e me colocou no cenário. Agradeço ao presidente Carnielli por ter me trazido de volta’, finalizou Renato Cajá.