Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Reforço empresta apelido e casa de antigos companheiros corintianos

Até aqui única contratação do Corinthians para o Campeonato Brasileiro, Adilson já está de novo ambientado no clube pelo qual passou sete anos atrás. Na sexta-feira, ao longo do primeiro rachão com o elenco, ele foi apelidado de Abuda, ex-atacante corintiano que, por coincidência, é antigo conhecido do reforço.

‘Essa foi nova (risos). Conheço o Abuda, joguei com ele em 2005. É uma grande pessoa, mas acho que não tenho nada a ver com ele. Foi no momento do recreativo e, já que pegou, não tem problema. Fui muito bem acolhido, só tenho a agradecer ao pessoal, que vem me tratando muito bem’, comentou o autointitulado matador, de 25 anos, que firmou vínculo até o fim da temporada, com possibilidade de compra futura.O apelido foi dado por Julio Cesar, um dos mais brincalhões do grupo nos disputados rachões. O goleiro foi companheiro não apenas de Abuda no Corinthians, mas também de Adilson, cuja passagem pelo clube foi rápida – então jogador dos juniores, ele acabou pedindo dispensa por não ter oportunidades na equipe de cima, ‘que tinha várias estrelas da (parceria com a) MSI, como Tevez, Mascherano e Carlos Alberto’, explicou em sua apresentação, na sexta-feira.

‘O Julio e o Ramon foram os que mais conversaram comigo na minha chegada, mas o Julio não se lembrava de mim, até porque tinha 18 anos na época, era mais magro, mais baixo’, admitiu o atacante, que aproveitou o reatamento da amizade com o goleiro para não ter que ficar por muito tempo hospedado em hotel neste retorno a São Paulo. ‘Estou alugando um apartamento dele’, sorriu.

Os dois estarão juntos neste domingo no banco de reservas da equipe que enfrenta o Fluminense, no Pacaembu, pela estreia do Campeonato Brasileiro. Apesar de ter feito poucos treinos, o novo Abuda é uma aposta da diretoria após se destacar no XV de Piracicaba.