Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Real ignora tradição do Liverpool e vence fácil na Inglaterra

Com um gol de Cristiano Ronaldo e dois de Benzema, atuais campeões vencem por 3 a 0 em Anfield. Na Grécia, Olympiacos surpreende a Juventus

Por Da Redação 22 out 2014, 17h58

Liverpool e Real Madrid fizeram o jogo mais aguardado do fechamento da terceira rodada da primeira fase da Liga dos Campeões na tarde desta quarta-feira. No entanto, o clássico que envolvia quinze títulos europeus – dez dos espanhóis e cinco dos ingleses – foi bem menos equilibrado do que a tradição dos dois clubes previa. Mesmo jogando em Anfield, o Real Madrid dominou completamente a partida e venceu, por 3 a 0, com gol de Cristiano Ronaldo e dois de Karim Benzema. O resultado manteve os atuais campeões na liderança do Grupo B, com 100% de aproveitamento, e serviu de motivação para o clássico deste sábado contra o Barcelona.

Leia também:

Reação da torcida após derrota por 7 a 1 emociona Roma

Papa recebe o Bayern e elogia 7 a 1: ‘Partida maravilhosa’

​Provocação racista estraga o dia de glória de Luiz Adriano

Neymar e Messi decidem para o Barça. Na Itália, Bayern repete 7 a 1

A vitória do Real foi construída na primeira etapa. Aos 23 minutos, Cristiano Ronaldo tabelou com o colombiano James Rodríguez e chutou forte, sem chances para Mignolet. O time espanhol tinha o controle da bola e não demorou a ampliar, em cabeçada de Benzema, após cruzamento de Modric, aos 30 minutos. Dez minutos depois, o atacante francês marcou mais um, aproveitando rebatida na área. A melhor chance do Liverpool aconteceu em jogada individual de Phillipe Coutinho: o meia da seleção brasileira driblou, chutou da intermediária, mas a bola bateu na trave de Casillas.

Com Balotelli e Sterling muito bem marcados, o time da casa foi sufocado pelos espanhóis. No segundo tempo, Cristiano Ronaldo ainda perdeu uma ótima oportunidade ao receber de Benzema e ficar cara a cara com Mignolet, que defendeu com o pé. Com a vitória garantida, Cristiano deixou o campo a vinte minutos do fim. No sábado, ele será a principal esperança do time no clássico contra o Barcelona de Messi, Suárez e Neymar, no Santiago Bernabéu. A surpresa da rodada foi a derrota da Juventus para o Olympiacos, em Atenas.

Continua após a publicidade
Publicidade