Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Raikkonen e Felipe Massa devem trocar de lugar em 2014

Imprensa alemã diz que finlandês vai para Ferrari; brasileiro iria para a Lotus

Raikkonen retornaria à Ferrari recebendo um salário de 20 milhões de euros anuais, perto do que o espanhol, atual piloto número 1 da equipe, ganha atualmente

Companheiros de Ferrari entre 2007 e 2009, Felipe Massa e Kimi Raikkonen estão prestes a trocar de lugar na Fórmula 1. De acordo com informações divulgadas pela publicação especializada alemã Auto Motor und Sport nesta segunda-feira, o finlandês já fechou com a escuderia italiana e será anunciado como integrante da equipe para 2014 ainda nesta semana, enquanto o brasileiro pode acabar acertando com a Lotus. Segundo a publicação, o contrato com Raikkonen foi assinado na última quarta-feira, selando o retorno do finlandês ao time onde conquistou seu único título do Mundial de Pilotos, em 2007. Massa, por sua vez, pode ser comunicado de que não terá seu contrato renovado com a Ferrari em uma reunião agendada para quarta, com o presidente da escuderia, Luca di Montezemolo, em Maranello, na Itália.

Leia também:

Vettel vence na Itália e amplia sua vantagem sobre Alonso

Ferrari admite que pode não renovar contrato de Massa

Massa espera bom resultado na Itália para ficar na Ferrari

Os motivos para a troca de Massa por Raikkonen são os resultados decepcionantes do brasileiro, que não vence uma corrida desde o GP do Brasil de 2008, quando amargou o vice-campeonato mundial para o inglês Lewis Hamilton. Além disso, o finlandês é visto como um piloto mais consistente que Massa, o que beneficiaria a Ferrari na disputa do Mundial de Construtores do ano que vem – a Red Bull, que vem dominando a disputa nos últimos anos, terá o pouco experiente Daniel Ricciardo no lugar de Mark Webber em 2014. Dispensado no fim de 2009 para dar lugar a Fernando Alonso, Raikkonen retornaria à Ferrari recebendo um salário de 20 milhões de euros anuais, perto do que o espanhol, atual piloto número 1 da equipe, ganha atualmente.

Saiba como está a classificação do Mundial e quais os próximos GPs

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Em entrevista recente, o presidente da Ferrari admitiu interesse no piloto da Lotus e falou sobre Felipe Massa em tom de despedida. “O Kimi é um bom piloto. Para nós, foi uma grande satisfação ele se tornar o primeiro a vencer um Mundial aqui depois da despedida de Michael Schumacher. Tomaremos uma decisão nos próximos dias. Ainda não assinamos com ninguém. Vamos falar com Massa, teremos nossa opinião e vamos decidir”, disse. Caso sua saída da Ferrari seja confirmada, Felipe Massa terá poucas opções para permanecer na maior categoria do automobilismo mundial. Após ter afirmado que não se contentaria em correr por equipes medianas, que fazem apenas papel de coadjuvante na Fórmula 1, o brasileiro teria apenas um caminho a seguir, justamente a rota inversa de Raikkonen. Ele sairia da Ferrari para a Lotus, ocupando a vaga deixada pelo finlandês e formando dupla com o francês Romain Grosjean.

(Com agência Gazeta Press)