Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Raí leva preparação física do futebol para as academias de ginástica

A chegada de Raí causou alvoroço em uma academia localizada no Brooklin, em São Paulo, nesta segunda-feira. Depois e antes de posar para fotografias com alunos e até com professores de ginástica, o ex-jogador apresentou uma novidade no local. Em parceria com o preparador Carlinhos Neves, que trabalhava no São Paulo e agora está no Atlético-MG e na Seleção Brasileira, ele passará a oferecer a metodologia de exercícios físicos do futebol para clientes da Companhia Athletica.

‘É uma ideia simples, mas ninguém tinha pensado nisso até hoje. Como um frequentador de academia, posso dizer que sentia falta dos exercícios dos tempos de futebol. Existe mais variação nos treinamentos do esporte, e não só aquela coisa cansativa de esteira e bicicleta ergométrica. Além disso, todo mundo tem curiosidade de saber como os atletas de futebol conseguem ficar duas horas correndo’, comentou o ídolo do São Paulo, idealizador do ‘Raí Training’, que terá investimento de mais de R$ 3 milhões.

Para mostrar os benefícios do método de treinos, que precisou de quase três anos de elaboração, Carlinhos Neves recorreu a um microfone e ministrou uma aula de exibição para os funcionários da academia escolhida por Raí nesta manhã. ‘Foi a primeira vez que trabalhei em academia. Gostei muito do ambiente, até porque a gente não tem a obrigação de ganhar de ninguém nem fica ouvindo xingamentos se perder’, gargalhou o preparador físico.A aula preparada por Carlinhos Neves dura cerca de 45 minutos e utiliza acessórios como bola, cone e cinto de tração. É dividida em cinco etapas: aquecimento, alongamento, desenvolvimento de potência, coordenação e agilidade técnica, fase metabólica e desaquecimento. Trabalha prioritariamente a parte inferior do tronco (abdômen, quadril e pernas) e consome até 600 calorias dos praticantes, de acordo com o profissional.

‘Dei uma aula curta para gente experiente e, mesmo assim, eles ficaram ofegantes e com certo nível de desgaste’, observou Carlinhos, voltando a rir ao se lembrar da falta de habilidade de alguns nos exercícios com bola. ‘Mas o que importa é o movimento. Em um primeiro momento, não estamos preocupados com essa execução perfeita. Estão todos de parabéns. As academias terão instrutores acostumados a lidar com o futebol. É claro que teremos algumas adaptações, pois o tamanho de um salão não é o mesmo de um campo. Mas não vejo dificuldade nenhuma.’

Raí complementou o raciocínio do amigo, ‘o melhor preparador físico de sua carreira’, enquanto era novamente assediado por algumas mulheres. ‘Elas também vão gostar de entrar em contato com o treinamento de futebol, e não só os homens. É uma aula lúdica, divertida’, disse, sorridente. O ídolo do São Paulo e Carlinhos Neves, no entanto, não entrarão em contato direto com os futuros adeptos de ‘Raí Training’.