Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Rafael quer sequência positiva após encerrar série de derrotas

Por Da Redação 12 out 2011, 13h10

Após interromper uma série de três derrotas consecutivas, com uma vitória sobre o Palmeiras, no último domingo, na Vila Belmiro, o Santos quer embalar novamente uma sequência positiva dentro do Campeonato Brasileiro. Esse é o pensamento de toda a equipe e, principalmente, do goleiro Rafael. Para o camisa 1 do Peixe, um triunfo sobre o Atlético-MG, nesta quinta-feira, em Sete Lagoas, pode consolidar a reação do time e abrir caminho para novas vitórias na competição.

‘Temos que pontuar, se não a cobrança vem. Nós vimos como foi a pressão quando perdemos três jogos seguidos. Graças a Deus saímos dessa sequência, ganhamos um clássico importante, e queremos engatar uma nova série de vitórias. Sabemos que o título é muito difícil, mas temos que pontuar’, discursou Rafael, reconhecendo que os santistas têm poucas chances de ganhar o campeonato nacional.

Por outro lado, a partida é muito importante para o adversário do Alvinegro Praiano, o Galo. Na zona de rebaixamento do Brasileirão, ocupando a 17posição, com 27 pontos ganhos, o Atlético-MG precisa derrotar o Santos para respirar na tabela e reunir forças para evitar a queda para a Série B.

Sendo assim, Rafael alertou os seus companheiros de equipe para os perigos que o Galo deve oferecer durante o confronto, na Arena do Jacaré. ‘Se você ver, o time do Atlético-MG é muito forte. Eles andam perdendo alguns jogos, empatando, porém, isso não quer dizer que eles sejam menos perigosos. Eles possuem jogadores de qualidade e contra a gente, até pela situação que vivem no campeonato, vão jogar a ‘vida’ deles. Por isso, vamos ter que jogar a nossa vida também, se não vai ser difícil sairmos com um bom resultado de lá’, comentou.

Durante o treino desta quarta, no CT Rei Pelé, o técnico Muricy Ramalho trabalhou bastante posicionamento e testou a sua equipe na bola parada, considerada ponto forte do Galo. ‘Nós treinamos bastante bola parada. Sabemos que eles têm dois zagueiros muito altos, o Rever e o Leonardo Silva, cujo aproveitamento em bola aéreas é muito bom. Além disso, o Muricy posicionou como quer que a gente jogue, nas mais variadas situações que o jogo pode apresentar’, encerrou Rafael.

Continua após a publicidade

Publicidade