Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

R. Caio ganha espaço no Tricolor, mas Adilson ainda espera Denilson

Por Da Redação 8 set 2011, 14h32

Ao subir para o elenco profissional do São Paulo, Rodrigo Caio, de apenas 18 anos, esperava passar por um longo período de aprendizado, mas a necessidade lhe trouxe oportunidades de forma meteórica. Improvisado como zagueiro na partida contra o Bahia, recebeu os primeiros elogios do técnico Adilson Batista. Agora, teve uma sequência de dois jogos como volante – a sua posição de origem – e também deu conta do recado.

‘O Rodrigo Caio é um jogador que conhecemos, jogou bem de zagueiro contra Bahia, depois teve uma lesão. Ele é tranquilo, obediente taticamente, cumpre bem a função. Vai ser útil na temporada’, disse o treinador.

Rodrigo Caio foi presenteado pelo técnico Adilson Batista com a manutenção da posição de titular pela boa atuação na vitória do final de semana contra o Figueirense, em Florianópolis (Santa Catarina). Sem a presença do paraguaio Piris, Wellington acabou deslocado para a lateral direita.

No entanto, com a presença do elenco completo, Adilson Batista reconhece que a permanência de Rodrigo Caio fica mais difícil. Afinal, o volante Denílson, em recuperação de um estiramento na coxa esquerda, foi uma das principais contratações do clube para o Brasileirão e irá retomar a posição quando estiver 100% fisicamente.

‘A gente espera a volta do Denílson, com calma’, avisou Adilson Batista, que até apelou a uma brincadeira. ‘Podem jogar os dois, as pessoas não falam que eu gosto de volante?’, emendou.

Continua após a publicidade
Publicidade