Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Queniano Eliud Kipchoge confirma favoritismo e é bicampeão da maratona

Lenda do atletismo passou longe de seu próprio recorde sob o calor de Sapporo, mas dominou os rivais e ficou com a medalha de ouro

Por Da Redação Atualizado em 7 ago 2021, 21h49 - Publicado em 7 ago 2021, 21h41

O queniano Eliud Kipchoge, 36 anos, confirmou sua condição de lenda do atletismo e conquistou o bicampeonato da maratona, a prova mais tradicional da Olimpíada, na noite deste sábado, 7, (manhã de domingo, 8, na capital japonesa, dia que marca o encerramento dos Jogos de Tóquio).

Recordista mundial com a chocante marca de 2h01min39s, Kipchoge passou longe da marca sob o forte calor asiático. A prova, aliás, teve de ser transferida de Tóquio para Sapporo, visando diminuir os efeitos do verão, o que não evitou a ocorrência de 28 desistências, incluindo a dos brasileiros Daniel Chaves e Daniel Nascimento.

Kipchoge completou os 42 quilômetros da prova em 2h08min38s. Amedalha de prata ficou com o holandês Abdi Nageeye (2h09min58s) e o bronze com com o belga Bashir Abdi (2h10min00s).

  • Campeão também na Rio-2016, Kipchoge tornou-se o terceiro bicampeão da história da maratona, repetindo os feitos do etíope Abebe Bikila e do alemão Waldemar Cierpinski.

    Eliud Kipchoge cruza a linha de chegada
    Eliud Kipchoge cruza a linha de chegada Giuseppe Cacace/AFP

     

     

    Continua após a publicidade
    Publicidade