Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Quadrilha argentina traficava drogas dentro de réplicas da taça

Polícia de La Matanza prendeu seis traficantes que usavam cópias do troféu da Copa do Mundo para transportar cocaína em Buenos Aires

A polícia de La Matanza, na Grande Buenos Aires, prendeu nesta sexta-feira seis pessoas que usavam cópias da taça da Copa do Mundo para transportar drogas. Oito estatuetas foram apreendidas, contendo em seu interior 1,5 quilo de cocaína cada. Dois veículos e duas armas de fogo também foram confiscados pelas autoridades.

A quadrilha de narcotraficantes mantinha um estoque de 20 quilos de maconha, 10 quilos de cocaína, 1.800 doses de crack e 400.000 pesos, o equivalente a 14.700 dólares, segundo o Ministério de Segurança da Província de Buenos Aires.

Segundo o ministro de Segurança, Cristian Ritondo, a quadrilha de narcotraficantes operava em vários pontos da Grande Buenos Aires. “Esses mercadores da morte tem uma inteligência interminável, mas não podemos nos equivocar sobre eles. Não se pode admirá-los. Agora, estão presos”, afirmou Ritondo.

A operação de captura da quadrilha foi realizada pela Superintendência de Investigações de Tráfico de Drogas Ilícitas e Crime Organizado do governo da Província. Sua tática era valer-se das cópias de troféus da Copa para transferir a droga para diferentes pontos de venda.

Desde o final de 2015, a superintendência realizou 59.000 operações contra o narcotráfico na Província de Buenos Aires. Pelo menos 70 pontos foram fechados.

(Com EFE)