Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Putin, sobre doping: ‘Precisamos livrar a Rússia deste problema’

Presidente russo exigiu uma investigação interna, mas acredita que as punições devem ser feitas individualmente e não atingir todo o atletismo do país.

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, se manifestou pela primeira vez sobre o escândalo de doping envolvendo a Federação Russa de Atletismo, a Agência Mundial Antidoping (Wada) e a IAAF (Associação Internacional de Federações de Atletismo). Putin declarou nesta quarta-feira que a Rússia precisa iniciar uma investigação interna e se livrar do risco de ser suspensa de todas as competições de atletismo, incluindo a Olimpíada do Rio em 2016.

“Precisamos fazer de tudo para livrar a Rússia deste problema”, afirmou Putin durante um evento em Sochi. “É essencial que conduzamos uma investigação interna e a cooperação mais aberta e profissional possível com as estruturas antidopagem”, afirmou o presidente russo.

Leia também:

Atletismo: Wada pede suspensão da Rússia na Rio-2016 e diz que governo colaborou com doping

Atletismo: federação russa suspende mais cinco atletas por doping

Ex-presidente da IAAF teria recebido 200 mil euros para encobrir doping de atletas russos

Na segunda-feira, uma investigação independente da Wada acusou o governo russo de participar de um grande esquema de doping. O laboratório antidoping de Moscou teve sua licença suspensa na terça e seu presidente, Grigory Rodchenkov, pediu demissão nesta quarta. Assim como já havia feito o ministro do Esporte do país, Vitaly Mutko, Putin defendeu que as punições sejam individuais.

“Se alguém está violando as regras em vigor, a responsabilidade tem que ser individual. Os atletas que nunca foram dopados não devem pagar o preço pelos outros”, argumentou Putin, que é faixa preta de judô e apaixonado por esportes. “O problema não existe apenas na Rússia, mas se os nossos colegas estrangeiros têm perguntas, temos que responder, para que não tenham mais”, finalizou.

(Da redação)