Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Punição estraga ano do Barça – que pode perder reforços

Clube planejava investir pesado em contratações, trazendo atletas como David Luiz e o goleiro Ter Stegen. Sem poder contratar, o time poderá se enfraquecer

Por Da Redação 2 abr 2014, 15h31

Escolhido para ser o sucessor de Valdés – o Barça acreditava que Ter Stegen seria o camisa 1 titular por muito tempo -, o goleiro alemão pode desistir do negócio

Em meio a uma temporada complicada fora de campo, com a renúncia de seu presidente e uma investigação fiscal, o Barcelona sofreu mais um duro golpe nesta quarta-feira, ao receber da Fifa uma punição que o proíbe de contratar atletas até junho de 2015. A suspensão de todos os negócios internacionais do clube estará em vigor justamente em um período em que a equipe catalã precisa ir às compras. Dois de seus principais atletas nos últimos anos, o goleiro Victor Valdés e o zagueiro Carles Puyol, deixarão o clube no fim da temporada, em maio – o primeiro não renovará contrato, o segundo vai se aposentar. O Barça já havia planejado a contratação de substitutos para os dois, e não descartava ainda mais reforços. Com o castigo recebido nesta quarta, isso não será possível – e o Barça deverá ter de refazer todo o planejamento da equipe para a próxima temporada.

Leia também:

Barça é punido pela Fifa – um ano sem contratar jogadores

O caso mais preocupante é o do goleiro alemão Marc-Andre ter Stegen, do Borussia Mönchengladbach, que já está apalavrado com o clube da Catalunha. O Barcelona acompanhou de perto a evolução do atleta, gastando muito dinheiro na avaliação e observação do atleta durante anos. Escolhido para ser o sucessor de Valdés – o Barça acreditava que Ter Stegen seria o camisa 1 titular por muito tempo -, o alemão pode desistir do negócio. Como ele não quer mais ficar em seu time atual, Ter Stegen pode acabar fechando com outra equipe. No caso da defesa, o alvo prioritário do Barça para substituir Puyol é David Luiz, que formaria uma zaga fortíssima com o espanhol Piqué. David Luiz tem ótima relação com atletas como Neymar e Daniel Alves, e não vem sendo bem aproveitado no Chelsea. Estaria, portanto, propenso a se mudar para Barcelona. A punição pode fazer o clube perder o jogador, que é alvo da cobiça de outras equipes.

Há poucos dias, o presidente do clube, Josep Maria Bartomeu, anunciou publicamente que iria ao mercado de transferências com força, tudo para suprir as carências da equipe e abrir caminho para uma temporada 2014-2015 cheia de títulos. Ele falava até em antecipar verbas previstas para a próxima temporada para preencher lacunas no elenco à disposição do técnico Gerardo Martino. A necessidade de reforços no time de Neymar e Messi ficou muito clara na terça, no jogo de ida das quartas de final da Liga dos Campeões, contra o Atlético de Madri. O Barça, que já não tinha os lesionados Valdés e Puyol, perdeu Piqué, também machucado. Com o pouco confiável goleiro Pinto e o inexperiente zagueiro Bartra, o time não passou de um empate em casa. Resta ao clube tentar recorrer à Fifa e à Corte Arbitral do Esporte (CAS) na esperança de que a punição seja revertida, como aconteceu há alguns anos com o Chelsea, punido por um motivo semelhante (contratação irregular de menores).

(Com agências EFE e Gazeta Press)

Continua após a publicidade
Publicidade