Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Processo que pode incriminar Teixeira e Havelange será liberado dia 17

Em nota oficial divulgada nesta terça-feira, o presidente da Fifa, Joseph Blatter, marcou para o próximo dia 17 a liberação de documentos ligados ao processo sobre a falência da ISL, ex-parceira de marketing da entidade. Segundo a rede de TV britânica BBC, estes papéis provariam que o presidente da CBF, Ricardo Teixeira, e o ex-presidente da Fifa, João Havelange, receberam propina da empresa.

‘A Fifa vem trabalhando intensamente nas últimas semanas com seus advogados para conseguir publicar os documentos da ISL na próxima reunião do comitê-executivo, no dia 17, no Japão’, informou Blatter, que só tomou esta posição após uma série de denúncias de corrupção na entidade, que incluíram compra de votos nas eleições para a presidência.

Segundo o presidente da Fifa, uma das partes envolvidas no processo da ISL vem lutando para que os documentos permaneçam em sigilo. No entanto, o dirigente manteve sua palavra e afirmou que uma maior transparência nesse processo faz parte de um processo de mudança na organização da entidade.

As investigações sobre a ISL estariam ligadas à recente renúncia de João Havelange ao seu cargo no Comitê Olímpico Internacional (COI). Já para Ricardo Teixeira, a confirmação das denúncias podem significar um processo no comitê-executivo da Fifa.