Clique e assine a partir de 9,90/mês

Primeiros infectados por coronavírus na NBA estão curados

Rudy Gobert e Donovan Mitchell desencadearam sequência de casos da Covid-19 na liga americana de basquete

Por Danilo Monteiro - 27 mar 2020, 16h46

O pivô Rudy Gobert e o ala-armador Donovan Mitchell, do Utah Jazz, estão curados do coronavírus. Os dois foram os primeiros infectados na NBA e protagonizaram a controversa e imediata paralisação da liga, no dia 11 de março. Na ocasião, a equipe já estava em quadra para enfrentar o Oklahoma City Thunder, mas a partida foi interrompida após Gobert testar positivo para a Covid-19.

“Falando sério… vamos continuar praticando o distanciamento social. Lembrem: mesmo que ainda não tenham sintomas, vocês podem estar infectados! Vamos manter todos em nossas orações e ficar seguros”, declarou Mitchell, após publicar vídeo comemorando a cura.

Gobert se posicionou poucas vezes desde a confirmação de seu caso, pois dias antes ele ironizou a doença e passou a mão nos microfones dos jornalistas, em coletiva, além de tossir propositalmente. Ele usou suas redes sociais para pedir desculpas pela ‘infeliz brincadeira’ e pedir a todos que levem a doença a sério. Além disso, o Utah Jazz informou que Gobert doou 500.000 dólares (cerca de 2,5 milhões de reais) para ajudar funcionários da equipe.

Pouco tempo depois da contaminação do pivô francês, jogadores que o enfrentaram testaram positivo e infectaram atletas de outras equipes, como o pivô Christian Wood, do Detroit Pistons, que também está curado. O ala Kevin Durant, do Brooklyn Nets, é o caso mais notório entre jogadores da NBA.

Publicidade