Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Primeiro turno tem 500 gols e segunda pior média dos pontos corridos

Por Da Redação 29 ago 2011, 15h37

Com os clássicos do último final de semana, o Campeonato Brasileiro de 2011 chegou a 19 rodadas, o equivalente ao primeiro turno. Daqui para frente, os mesmos jogos vão ser realizados com mandos invertidos. Para este torneio não entrar na história com a segunda pior média de gols dos pontos corridos, os atacantes precisam calibrar o pé.

Em 190 jogos, os times brasileiros fizeram 500 gols. A média de 2,63 por jogo só supera a do ano passado (2,57) e está muito longe da melhor, em 2005 (3,13). O ataque mais frutífero do torneio é o do Flamengo, que marcou em 33 oportunidades, média de 1,73. Se a mantiver, iguala o poderio ofensivo do São Paulo de 2006, mas fica atrás de todos os outros melhores ataques de 2003 para cá.

Talvez os jogadores precisem entrar mais ligados em campo, pois apenas 221 vezes a rede foi balançada nos primeiros 45 minutos. Inclusive, eles não veem a hora de voltar ao vestiário, pois míseros quatro tentos foram convertidos nos acréscimos da etapa inicial. Por outro lado, a força de vontade está presente, já que 24 gols aconteceram nos instantes finais do jogo.

A forma mais comum de mexer no placar foi do jeito mais fácil: com o pé e dentro da área. 274 vezes isso aconteceu. De longe, foram apenas 52 tentos, contra 111 de cabeça, 38 de pênalti e quatro de jeitos, digamos, incomuns, como a bicicleta de Leandro Damião contra o Flamengo ou a coxa de Rivaldo no duelo com o Atlético-PR.

Sem o sérvio Petkovic, que se aposentou nesta temporada e disputou apenas o primeiro tempo de Flamengo e Corinthians, não houve nenhum gol olímpico no campeonato. Sua presença também foi sentida nas cobranças de falta. Apesar de haver jogadores como Marcos Assunção e Ronaldinho Gaúcho, apenas 15 vezes o resultado da infração foi o fundo das redes.

Naturalmente, os times da casa tendem a atacar mais e marcaram 297 vezes, contra apenas 203 dos visitantes.

Continua após a publicidade

Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)