Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Primeira seletiva olímpica para natação termina com Cielo fora dos Jogos

No Torneio Aberto de natação disputado na cidade catarinense de Palhoça, 20 atletas do Brasil atingiram o índice mínimo que os credenciam para a disputa da Olimpíada de 2016.

Por Da Redação 19 dez 2015, 18h26

Começou a ganhar corpo neste sábado a equipe de nadadores brasileiros que irá disputar os Jogos Olímpicos do Rio, em Agosto do ano que vem. No grupo de 20 atletas que atingiram o índice mínimo estipulado pela Federação Internacional de Natação e estão momentaneamente classificados, uma ausência foi marcante: Cesar Cielo, campeão olímpico em Pequim 2008 e bronze em Londres 2012, abandonou o Torneio Aberto de natação disputado em Palhoça, em Santa Catarina, sem garantir presença na edição de 2016.

Cielo nadou apenas as eliminatórias da prova dos 100 metros nado livre, na sexta-feira, e terminou a disputa na discretíssima 11ª colocação, ficando fora das finais da prova. Por conta do resultado tão abaixo do esperado, o nadador paulista decidiu não disputar o restante da competição e, portanto, ficou sem tempo na prova dos 50 metros livre, na qual conquistou suas duas medalhas olímpicas e detém o atual recorde mundial. Estão classificados para a Rio 2016 no 50 metros livre Bruno Fratus (21s50), do Esporte Clube Pinheiros, e Ítalo Manzine Duarte (22s08), do Minas Tênis Clube.

Mesmo que mais de um nadador atinja o índice olímpico, cada país pode enviar apenas dois nadadores por prova. Ou seja, para se classificar para os Jogos do Rio, Cielo precisa superar pelo menos o tempo obtido por Ítalo, do Minas. A próxima seletiva para a Olimpíada acontece em Abril do ano que vem, no Troféu Maria Lenk. Só após o Maria Lenk os dois representantes brasileiros definitivos de cada prova serão conhecidos.

OUTROS DESTAQUES – Um dia após alcançar o índice e bater o recorde sul-americano nos 100 metros livre (54s26), a pernambucana Etiene Medeiros também registrou no Torneio Aberto de Palhoça o tempo necessário para disputar os 50 metros livre nos Jogos do Rio de Janeiro. Na manhã deste sábado, a nadadora completou a distância em 24s96, superando os 25s28 exigidos. Na final, Etiene baixou ainda mais o seu tempo e conquistou o ouro com 24s71.

O paulista Brandonn Almeida, de apenas 18 anos e considerado a mais nova sensação da natação brasileira, garantiu a marca necessária para a disputa da Olimpíada do Rio nos 400 metros medley. Brandonn nadou para 4min14s07 e estabeleceu o novo recorde mundial júnior da prova. Outra pernambucana que tem o que comemorar após o fim das disputas na piscina catarinense é Joanna Maranhão, que obteve índice para as provas dos 200 e 400 metros medley.

Confira a lista completa (e por prova) dos nadadores com índice olímpico para os Jogos do Rio de Janeiro, em 2016:

50 livre feminino – Etiene Medeiros e Graciele Hermann

100 livre feminino – Etiene Medeiros

200 livre feminino – Manuella Lyrio

200 medley feminino – Joanna Maranhão

400 medley feminino – Joanna Maranhão​

Continua após a publicidade

50 livre masculino – Bruno Fratus e Ítalo Manzine Duarte

100 peito masculino – Felipe França e João Gomes Júnior

100 livre masculino – Nicolas Oliveira e Matheus Santana

200 livre masculino – Nicolas Oliveira e João de Lucca

400 livre masculino – Luiz Altamir Melo

100 costas masculino – Guilherme Guido

200 costas masculino – Leonardo de Deus

200 peito masculino – Thiago Simon

100 borboleta masculino – Henrique Martins e Marcos Macedo

200 borboleta masculino – Leonardo de Deus

200 medley masculino – Henrique Rodrigues e Thiago Pereira

400 medley masculino – Brandonn Almeida

Continua após a publicidade
Publicidade