Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente do Grêmio admite que deve vender um jogador neste ano

A manutenção de um elenco caro cobra seu preço no Grêmio. Nesta quarta-feira, após a vitória por 3 a 0 sobre o Ipatinga, pela Copa do Brasil, o presidente Paulo Odone confirmou que o clube deve se desfazer de ao menos um jogador do seu elenco por alguns milhões de euros. Mas adverte: isto só ocorrerá após atingir o objetivo de se classificar à Libertadores de 2013.

‘O Grêmio vai ter que vender algum jogador até o fim do ano, não tenho dúvida. Mas também não coloco ninguém à venda. Não vou vender ninguém antes de cumprirmos nossos objetivos, que é ganhar títulos e voltarmos à Libertadores’, avisou Odone.Dentro do elenco atual, um dos jogadores mais valorizados é o lateral direito Mário Fernandes, que recebeu proposta da Inter de Milão em 2010. O plantel gremista conta ainda com Gabriel, Edilson e Pará na posição, o que também facilitaria a venda, por não precisar de reposição imediata.

Se há quatro laterais direitos no Olímpico, no lado canhoto a situação é oposta. Apenas Júlio César é da função, e está lesionado. O técnico Vanderlei Luxemburgo tem improvisado Pará, que é destro, em seu lugar. Odone explica que dificilmente o Grêmio irá atrás de um reserva para Júlio César: ‘É complicado. Estamos em meio aos campeonatos. Mas estamos atentos. Se tivermos oportunidade, a gente traz alguém’.

Quanto à vitória sobre o Ipatinga, Odone não se disse plenamente satisfeito com o desempenho do time, mas entende que, na Copa do Brasil, o importante é a classificação: ‘Não foi uma exibição de encher os olhos, mas Copa do Brasil é assim. Não dá sempre para fazer uma grande partida, tem é que trazer o resultado’, finalizou.