Assine VEJA a partir de R$ 9,90/mês.

Presidente do Cruzeiro garante Montillo em 2012

Gilvan de Pinho Tavares disse que vai sentar com o jogador para acertar um novo salário

Por Da Redação - 3 jan 2012, 09h08

O presidente do Cruzeiro, Gilvan de Pinho Tavares, prometeu um reforço de peso para a torcida, mas, até o momento, as contratações foram modestas. Fugindo de polêmicas, o dirigente cruzeirense afirmou durante a missa comemorativa de 91 anos da equipe que o maior presente de aniversário para os torcedores é a manutenção do argentino Montillo. Segundo o dirigente, o jogador não está à venda, nem mesmo por 15 milhões de euros (pouco mais de 36 milhões de reais).

“O Montillo valia 15 milhões de euros no ano passado, porque o Perrella havia fixado este valor. Hoje simplesmente ele não está à venda, por nenhum valor. Vamos conversar com ele, ver a questão do salário, o que foi oferecido por outros clubes. O Cruzeiro propiciou a ele chegar aonde chegou, ele vai entender isto, tenho certeza de que tudo vai se resolver com calma e sem litígio”. Ao final da celebração do aniversário do Cruzeiro, foram entregues rosas brancas, simbolizando a paz que o clube deseja aos torcedores. “Não vamos considerar que quem veste camisa de cor diferente é um inimigo, muitas vezes é um amigo, colega de trabalho, muitas vezes até nosso parente, que mora na nossa casa. Aproveito para conclamar os torcedores para que carreguem consigo um espírito de paz e harmonia, que o espírito de luta se limite à partida”, disse Gilvan de Pinho Tavares. (Com agência Gazeta Press)

Publicidade