Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Presidente do Barcelona nega retorno de Neymar: ‘Não há conversa’

Segundo Josep Maria Bartomeu, o atacante quer deixar o PSG, mas o clube francês não quer liberá-lo, o que impede qualquer negociação

O presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, concedeu nesta sexta-feira, 5 uma entrevista coletiva, no estádio Camp Nou, para falar sobre as polêmicas negociações e a crise interna da diretoria. O mandatário afirmou que a renúncia do vice-presidente Jordi Mestre não teve relação com as negociações de Antoine Griezmann e Neymar.

“A saída de Mestre não tem nada a ver com Neymar. Houve discrepâncias com a área esportiva e que, junto de outros motivos, levaram à sua saída. Eu o agradeço muito”, afirmou Bartomeu, que negou que o clube esteja negociando o retorno de Neymar. “Sabemos que Neymar quer sair do PSG, mas também sabemos que o PSG não quer que ele saia. Então, não há conversa.”

Jornais europeus afirmam que os brasileiros Philippe Coutinho, Malcom e o francês Ousmane Dembelé poderiam ser envolvidos na negociação do retorno de Neymar. Há alguns meses, Bartomeu disse que considerava Dembelé melhor que o brasileiro. E manteve sua posição.

“Para mim, sim, Dembelé é melhor que Neymar, é um jogador diferente e queremos que siga jogando aqui. Não gostamos de falar de jogadores de outros clubes, assim como não gostamos que outros clubes falem de nossos jogadores”, desconversou.

Bartomeu foi perguntado também sobre o atacante francês Antoine Griezmann, que já anunciou há algum tempo que não seguirá no Atlético de Madri. O dirigente confirmou que o Barcelona está interessado na contratação do campeão do mundo.

“Ontem tivemos uma reunião em Madri. Gil Marin (diretor de futebol do Atlético de Madrid) e Oscar Grau (dirigente do Barcelona) se encontraram e nós perguntamos se é possível uma negociação por Griezmann. Há o nosso interesse”, comentou Bartomeu.

No contrato do jogador estava previsto a partir de 1.º de julho, uma queda no valor da multa rescisória, que agora é de 120 milhões de euros (quase 515 milhões de reais), mas o time catalão tenta uma negociação sem precisar pagar essa multa.