Clique e assine a partir de 9,90/mês

Presidente da Federação Turca renuncia após escândalo

Por John Thys - 31 jan 2012, 15h22

O presidente da Federação Turca de Futebol (TFF), Mehmet Ali Aydinlar, renunciou do seu cargo nesta terça-feira, junto com dois dos seus assessores, após um escândalo de manipulação de partidas.

“Neste contexto no qual comportamentos não éticos de certas pessoas e instituições estão sendo autorizados, não tenho condições de continuar resistindo”, declarou Aydinlar num comunicado publicado no site da TFF.

O dirigente não entrou em detalhes sobre os motivos exatos da sua renuncia, que ocorre cinco dia após uma reunião da TFF na qual a entidade não chegou a um acordo a respeito das sanções a serem aplicadas contra clubes suspeitos de envolvimento em casos de manipulação de resultados.

Um processo contra 93 suspeitos acusados de manipular 19 partidas de primeira e segunda divisão turca durante a temporada 2010-2011 deve começar no dia 14 de fevereiro em Istanbul.

Continua após a publicidade

Entre os acusados, 23 estão presos, inclusive Aziz Yildirim, presidente do Fenerbahçe, um dos clubes de maior tradição no país, que foi excluído da Liga dos Campeões pela TFF em razão deste escândalo.

Dirigentes do Trabzonspor e do Besiktas, times classificados para a fase de mata-mata da Liga Europa, também foram acusados.

Publicidade