Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Prêmio de consolação, Liga Europa define seus finalistas

Chelsea e Fenerbahçe jogam em vantagem na semifinais nesta quinta-feira

Espécie de “prêmio de consolação” aos clubes que não conseguem vaga ou sucesso na Liga dos Campeões, a Liga Europa, segundo torneio de clubes mais importante do continente, decide nesta quinta-feira seus finalistas. Em Londres, o Chelsea recebe o Basel com a vantagem de poder empatar ou mesmo perder por 1 a 0, depois de ter vencido por 2 a 1 o jogo de ida, na Basileia. Em Lisboa, o Benfica tenta reverter a vantagem do Fenerbahçe, que venceu a primeira partida por 1 a 0, em Istambul. O torneio reúne os clubes que ficam abaixo das primeiras posições em seus campeonatos nacionais e conta, a partir dos mata-matas, com o “reforço” de oito clubes que vêm da Liga dos Campeões, depois de ficar em terceiro lugar na fase de grupos.

Leia também:

Bayern humilha o Barcelona e vai à decisão

Messi não sentiu confiança para jogar, diz técnico

Foi o caso do Chelsea, que fracassou na defesa de seu primeiro título da Liga dos Campeões, mas segue vivo na “segunda divisão” europeia e quer a taça para salvar a temporada – o Manchester United já é o campeão inglês, e o time também já foi eliminado na Copa da Inglaterra. “Não podemos pensar que já estamos na final. Estamos jogando contra um grande time, que é perigoso e sabe marcar gols fora de casa”, disse o técnico Rafa Benítez, que conta os jogos para sua despedida – ele já sabe que não ficará no clube na próxima temporada, e seu lugar pode ser ocupado por José Mourinho, com pouco clima para permanecer no Real Madrid após a queda para o Borussia Dortmund na Liga dos Campeões.

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter

Em Lisboa, o Benfica aposta na volta do zagueiro Luisão, capitão do time, que não jogou em Istambul por causa de uma lesão muscular, e na força de sua fanática torcida. para virar o confronto contra o Fenerbahçe. “Estamos mais confiantes agora do que estávamos antes, porque 1 a 0 é um resultado que podemos reverter. Nós jogaremos melhor com o apoio dos nossos torcedores. Somos mais fortes em casa. Então, acredito que chegaremos à final”, disse o técnico Jorge Jesus. Do outro lado, o treinador Aykut Kocaman aproveitou para jogar a responsabilidade para o rival. “O Benfica é mais forte aqui em Lisboa e tem o apoio de sua torcida, mas nós temos o resultado do primeiro jogo como vantagem. Penso que as chances são iguais”, afirmou.

(Com France Presse e Estadão Conteúdo)