Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Portugueses não se abalam com vaias e creem em melhora até a Euro

O empate de Portugal em 0 a 0 com a Macedônia neste sábado, na cidade portuguesa de Leiria, gerou diversas vaias vindas das arquibancadas aos anfitriões. No entanto, mais do que as críticas, o que abalou o meia Ricardo Quaresma foi a fraca atuação do time lusitano.

‘Já estou habituado. Desde os 17 anos que sou vaiado. Não sei o porquê. Mas o mais importante é a equipe. É normal que nós ainda estejamos cometendo erros e ficando cansados, mas o que interessa é chegar bem à Eurocopa’, disse o armador, voltando mais uma vez às vaias. ‘É triste quando alguém vem ao estádio para criticar. Mas não fiquei abatido. Elas não me incomodam’.

Para o zagueiro Bruno Alves, as críticas pela atuação da equipe foram decorrência das altas expectativas que os torcedores têm depositado sobre a seleção. Diferentemente de Quaresma, o defensor aprovou a atuação deste sábado, além de acreditar que a equipe irá crescer de produção até a Eurocopa.

‘Os portugueses estão sempre à espera de mais, pois a equipe tem qualidade. Mas foi um bom jogo para ganhar ritmo e confiança. O balanço (da partida) é muito positivo. É claro que queríamos ter vencido, mas esse jogo não mancha em nada a nossa reputação’, garantiu.

Portugal estreia na Eurocopa no próximo dia 9, contra a Alemanha, na cidade ucraniana de Lviv.