Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Portugal segue vivo e Alemanha tem 100% de aproveitamento na Eurocopa

A seleção de Portugal continua com chances de classificação para as quartas de final da Eurocopa-2012 após sua vitória por 3 a 2 sobre a Dinamarca, em partida eletrizante disputada nesta quarta-feira em Lviv, pela segunda rodada da chave B, no qual a Alemanha superou a Holanda por 2 a 1.

Com o triunfo, os alemães mantém 100% de aproveitamento na competição após ter derrotado os portugueses por 1 a 0 na estreia, e lideram o ‘grupo da morte’ com seis pontos, três a mais que Portugal e Dinamarca.

Com duas derrotas seguidas, a Holanda, atual vice-campeã mundial, que perdeu por 1 a 0 para os dinamarqueses no seu primeiro jogo, não marcou um ponto sequer e depende de um milagre para se classificar.

Na terceira e última rodada, no próximo domingo, a ‘Laranja Mecânica’ precisa vencer Portugal e torcer por uma derrota da Dinamarca contra a Alemanha, e mesmo assim ainda pode ser eliminada pelo critério do saldo de gols.

“Ainda temos uma chance de nos classificar e temos que tentar de tudo”, explicou o técnico Holandês, Bert Van Marwijk.

Já a ‘Mannschaft’ garante a vaga para as quartas apenas com um empate, e pode até perder se Portugal não derrotar a Holanda.

“É importante terminar na liderança do grupo, assim, poderemos permanecer em Gdansk, o que seria uma vantagem para as quartas de final”, explicou o treinador alemão Joachim Löw.

O grande nome da rodada foi o atacante Mario Gómez, que já tinha anotado o gol da vitória por 1 a 0 da ‘Mannschaft’ sobre Portugal, e voltou a ser decisivo ao balançar as redes duas vezes, aos 24 e 38 minutos do primeiro tempo, enquanto Robin Van Persie descontou para os holandeses, aos 27 da etapa final.

“Estou muito feliz por ter feito dois gols e ter ajudado a equipe. Foi importante sentir o apoio do treinador e dos meus companheiros”, comemorou Gómez, que soma três gols marcados desde o início da competição e se iguala ao russo Dzagoev na artilharia.

Seu primeiro gol foi uma pintura. O atacante do Bayern de Munique recebeu um um passe açucarado de Bastian Schweinsteiger, matou a bola de calcanhar com muita categoria e chutou cruzado sem chances para o goleiro Steckelenburg.

Na outra partida disputada nesta quarta-feira, os portugueses abriram uma vantagem de 2 a 0 sobre a Dinamarca ainda no primeiro tempo. O zagueiro brasileiro naturalizado português Pepe abriu o placar de cabeça aos 24 minutos de jogo e Helder Postiga ampliou aos 36 ao receber um ótimo cruzamento do meia Nani.

A Dinamarca reagiu logo antes do intervalo, com um gol marcado aos 41 pelo atacante Nicklas Bendtner, quando Nicklas Bendtner anotou de cabeça seu 50º gol com a camisa do seu país ao receber um ótimo cruzamento de Michael Khron-Delhi.

Aos 33 do segundo tempo, Cristiano Ronaldo, que não vem repetindo com a seleção as grandes atuações que teve nas últimas temporadas com o Real Madrid, perdeu uma chance inacreditável em duelo cara a cara com Andersen.

Ele foi castigado sete minutos depois por Bendtner, que deixou tudo igual ao marcar seu segundo gol da partida, novamente de cabeça, após receber um cruzamento na medida de Lars Jacobsen.

Sem poder contar com CR7, os portugueses encontraram outro ‘salvador da pátria’, o meia Varela, que num mesmo lance passou de vilão a herói.

A dois minutos do fim do tempo normal, o jogador do Porto deu uma furada monumental num cruzamento de Fábio Coentrão, mas conseguiu ficar com a bola e mandou logo em seguida uma bomba para estufar as redes de Andersen e dar a vitória à sua equipe.

“Estamos no caminho certo. Continuaremos fazendo gols, de Cristiano ou de outro jogador, não importa quem seja”, afirmou o técnico Paulo Bento após a partida.