Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Portugal derrota a anfitriã França e é campeã da Europa pela primeira vez

Seleção vence por 1 a 0, na prorrogação, com gol do atacante Éder; Cristiano Ronaldo saiu ainda no primeiro tempo, lesionado após entrada maldosa

Mesmo sem o seu astro Cristiano Ronaldo na maior parte do jogo, a seleção de Portugal conquistou neste domingo, pela primeira vez, a Eurocopa, o campeonato europeu entre países, com uma vitória por 1 a 0 sobre a França, no Stade de France, em Paris. O gol do título só saiu aos 3 minutos da prorrogação, com o atacante Eder.

Foi a maior conquista da seleção portuguesa em sua história. O país havia sido vice-campeão da Eurocopa em 2004, quando, em casa, perdeu para a Grécia na final.

A França dominou o primeiro tempo, mas a partida ficou mais equilibrada depois do intervalo. No fim do tempo normal, aos 46 minutos, Gignac acertou a trave depois de drible em Pepe. Na prorrogação, o jogo ficou mais aberto e Portugal teve as melhores chances. Raphael Guerreiro acertou o travessão aos 2 minutos do segundo tempo da disputa extra, em cobrança de falta. No minuto seguinte, o atacante Eder – que havia entrado no segundo tempo – chutou de fora da área, rasteiro, para abrir o placar.

Cristiano Ronaldo, líder da seleção portuguesa e três vezes eleito o melhor jogador do mundo (2008, 2013 e 2014), foi substituído ainda na metade do primeiro tempo com uma lesão no joelho esquerdo, depois que sofreu uma entrada maldosa do francês Payet. Ele deixou o campo às lágrimas com a dor e a tristeza por ter que abandonar a partida.

Foi a terceira prorrogação de Portugal na competição: venceu a Croácia no tempo extra por 1 a 0 nas oitavas-de-final e se manteve em igualdade com a Polônia nas quartas-de-final, levando a melhor nos pênaltis por 5 a 3. A França, por sua vez, havia avançado nos três jogos anteriores do mata-mata no tempo normal de disputa.

A última vez que a final da Eurocopa havia ido para a prorrogação foi em 2000, quando justamente a França se sagrou campeã em cima da Itália. Após empate em 1 a 1 no tempo normal, o atacante David Trezeguet marcou o gol de ouro e garantindo o segundo título dos “Bleus” na competição.

(Com agências internacionais)