Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Porsche 911 completa 50 anos, com muitas festas

Um Porsche 911 autêntico de 1967 faz uma turnê mundial, com visitas programadas a cidades dos cinco continentes. É o primeiro de uma série de eventos da Porsche para comemorar, agora em 2013, os 50 anos de produção do modelo. Dias atrás, o 911 clássico esteve no Retromobil, em Paris, e entre 7 e 11 de março, retornará a Stuttgart, para, logo em seguida, virar atração na 83ª edição do Salão de Genebra, na Suíça, a principal mostra automotiva europeia do 1º semestre. Em seguida, o 911 viaja a Xangai (China), Goodwood (Grã-Bretanha), Pebble Beach (Estados Unidos), desembarcando em São Paulo, dia 31 de agosto, véspera da prova Seis Horas de São Paulo, válida pelo Mundial de Endurance (WEC).

Leia também:

LykanHypersport: o esportivo libanês de 3,4 milhões de dólares

Corolla Furia: Toyota antecipa seu carro-conceito em Detroit

Lamborghini Sesto Elemento: só 20 no mundo. A R$ 5 milhões cada

As novidades do Salão de Detroit 2013

Audi SQ5 chega no fim do ano; e RS7, em janeiro de 2014

Entre os dias 7 e 10 de março, o Museu Porsche celebrará o cinquentenário com a exposição de quatro versões: um antigo Turbo Coupé, um estudo de Cabriolet, de 1981, uma versão de rua do 911 GT1, de 1997, e o Type 754 T7 pré-série, cujo chassi foi desenhado por Ferdinand Alexander Porsche, considerado um marco no projeto do 911. Além desta mostra, o Museu ainda prepara a exposição “50 anos do Porsche 911”, entre 4 de junho e 29 de setembro – o museu lançará também uma publicação especial intitulada 911×911.

Leia também:

Ferrari FX70, sucessora da Enzo, chega em março

Os carrões de Cristiano Ronaldo, viciado em velocidade

As últimas informações sobre lançamentos, recall, test drives e mercado

O 911 foi apresentado pela primeira vez ao público durante o Salão de Frankfurt de 1963. De acordo com a Porsche, mais de 820.000 exemplares do modelo foram produzidos, e a maioria das vitórias da marca nas pistas de corrida foram obtidas pelo modelo. Segundo o designer Ferry Porsche, filho de Ferdinand, o 911 é um carro ideal. “É o único carro que você poderia dirigir num safári africano, em Le Mans, a caminha do teatro ou no trânsito de Nova York.”

Acompanhe VEJA Esporte no Facebook

Siga VEJA Esporte no Twitter