Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Por sonho de Libertadores, Argel quer Figueira agressivo no Pacaembu

Por Da Redação 7 jun 2012, 16h22

Às 21 horas desta quinta-feira, o Figueirense enfrenta o Corinthians no Pacaembu, mas o atual campeão brasileiro não intimida os catarinenses, que prometem uma postura agressiva diante da equipe titular do Timão.

‘A melhor defesa é o ataque. Quando pressionado o adversário, você mantém a bola longe da sua área. Quem joga para empatar, perde’, teorizou o técnico do Figueira, Argel Fucks, ao Sportv. ‘Nós vamos pressionar, ser agressivos, mas vamos tomar alguns cuidados porque o Corinthians é uma equipe de qualidade. Vai ser um jogo equilibrado, até pela chuva, a qualidade técnica vai cair, será muito disputado. Vai levar a melhor a força física, a bola parada, e quem chutar de longe’, apostou.

Há apenas dois jogos no Figueirense, Argel Fucks está satisfeito com seu trabalho. O treinador, que assumiu o lugar de Branco após a derrota para o Avaí na final do Campeonato Catarinense, venceu o Náutico na estreia do Brasileirão e empatou com o Fluminense no Engenhão. Com quatro pontos, o time catarinense está à frente do Corinthians, que ainda não pontuou na competição nacional.

‘O Corinthians está em uma situação delicada, precisando pontuar, mas nossa equipe está muito preparada. Os jogadores se recuperaram logo após a perda do Catarinense, entenderam minha filosofia de trabalho e esse período em Atibaia foi muito produtivo. Ficamos cinco dias lá, fazendo intertemporada, melhoramos a condição física, tática… Estou confiante’, declarou o treinador.

A confiança faz Argel traçar planos ambiciosos no Figueirense. Baseado na campanha do time no Brasileiro do ano passado, quando terminou em sétimo lugar, o comandante imagina que agora o Alvinegro possa conquistar uma vaga para a próxima Copa Libertadores.

‘Eu vejo esse grupo superior àquele. Temos que ir por partes: primeiro ficar na Série A, depois uma vaga na Sul-americana e depois a Libertadores. O Figueirense não é favorito, mas a vida se vive de sonhos, temos que pensar grande. O campeonato é muito equilibrado, acho que podemos terminar em terceiro, quarto lugar’, projetou.

Continua após a publicidade
Publicidade