Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Por saúde mental, Simone Biles abre mão também da final de solo

Presença da ginasta americana na trave ainda é incerta

Por Da Redação Atualizado em 1 ago 2021, 05h58 - Publicado em 1 ago 2021, 00h50

Simone Biles não defenderá sua medalha de ouro olímpica em exercícios de solo. Depois de desistir das provas individual geral, salto e barras assimétricas, alegando problemas psicológicos, a ginasta americana, considerada a maior estrela dos Jogos de Tóquio antes do início da competição, também abriu mão da final no solo, anunciou na madrugada deste domingo, 1º, a confederação americana de ginástica. 

LEIA TAMBÉM: De carne e osso: Olimpíada escancara desordens mentais que afetam atletas 

“Simone retirou-se da final de solo e vai tomar uma decisão sobre a trave ainda esta semana. De qualquer forma, estamos contigo, Simone.”, escreveu a USA Gymnastics, citando a última prova que resta à ginasta, marcada para a próxima terça-feira, 3. Jennifer Gadirova, da Grã-Bretanha, substituirá Biles na final de solo na segunda-feira, 2.

A seis vezes medalhista olímpica de 24 anos se retirou das competições durante as finais por equipes na terça-feira e também ficou de fora da final geral de quinta-feira. Biles disse nas redes sociais na sexta-feira que está lidando com a súbita incapacidade de se sentir confortável enquanto gira no ar. Biles conquistou quatro medalhas de ouro e uma de bronze no Rio de Janeiro e chegou ao Japão na condição de maior estrela dos Jogos de Tóquio. Ela, no entanto, sucumbiu à pressão psicológica depois de falhar na prova por equipes, na qual ficou com a medalha de prata.

 

Continua após a publicidade
Publicidade