Clique e assine com até 92% de desconto

Por renovação, Santos pode comprar 40% dos direitos de Adriano

Por Da Redação 1 ago 2012, 16h08

Uma das peças mais importantes do esquema tático do Santos, o volante Adriano segue sem uma resolução para renovar o seu contrato com o clube. Mas a diretoria do Peixe está atenta e pretende resolver o problema em breve. Para isso, os santistas cogitam até mesmo adquirir 40% dos direitos econômicos do jogador, presos ao seu ex-procurador, Sérgio Dias, visando facilitar o acordo.

Isto porque a cúpula alvinegra vê como um entrave para o desfecho da negociação a porcentagem dos direitos econômicos do meio-campista, que pertencem ao agente. O Santos, que detém 60% dos direitos de Adriano, já conversa com Dias e pode desembolsar R$ 300 mil para adquirir este percentual.

‘A situação do Adriano tem esse problema, com o antigo empresário dele. O atleta alega que não tinha conhecimento disso, na época de sua última renovação (em 2008). Por isso nós estamos negociando a compra dos 40% junto a esse agente. Também há outras alternativas em vista, que estão sendo discutidas pelo nosso departamento jurídico’, explicou o presidente santista, Luis Álvaro de Oliveira Ribeiro.

O volante, que tem vínculo com o Peixe até agosto de 2013, recebe um dos salários mais baixos do elenco profissional alvinegro. Adriano ganha R$ 30 mil e já recebeu sondagens de equipes do futebol brasileiro e do exterior para deixar a Vila Belmiro.

No entanto, apesar de ter reclamado da demora para a solução do assunto, a prioridade do jogador é permanecer no clube. Para isso, Adriano considera que um reajuste salarial é essencial. Os empresários Tadeu Cruz (filho de Milton Cruz, auxiliar técnico do São Paulo) e Bosco Pereira Leite (pai do meia Kaká, do Real Madrid) são os seus novos procuradores e têm discutido o tema com os dirigentes santistas.

Continua após a publicidade
Publicidade