Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Por que ginasta brasileiro felicitou Hypolito e ignorou Nory

Alvo de piadas racistas de Arthur Nory, Ângelo Assumpção enviou mensagem de parabéns para Diego – e apenas para ele

O ginasta Ângelo Assumpção, que ficou de fora da convocação final para a Rio-2016, foi um dos muitos brasileiros que comemoraram nas redes sociais o resultado da prova de solo da ginástica artística masculina, que deu medalhas de prata e bronze para o país. Assumpção, porém, ignorou Arhur Nory e só parabenizou Diego Hypólito. “Hoje seu sonho for concretizado, muito suor e luta… Parabéns por conquistar essa tão sonhada medalha”, escreveu no Instagram, junto com uma foto em que abraça Diego. Um episódio de 2015 ajuda a explicar por que o ginasta não citou o colega que levou o bronze.

Quando Arthur Nory começou a se destacar na Rio-2016 – e virou o queridinho das redes sociais –, voltou à tona um caso de racismo envolvendo o ginasta brasileiro. Em 2015, ele e outros dois colegas da equipe, Fellipe Arakawa e Henrique Flores, divulgaram um vídeo no Snapchat em que faziam piadas de cunho racista com Assumpção, que é negro. “Seu celular quebrou. A tela quando funciona é branca, quando estraga é de que cor? É preta!”, dizem no vídeo, olhando para Assumpção. “O saquinho de supermercado é de que cor? Branco. E o de lixo? É preto”, continuam.

LEIA TAMBÉM:
Arthur Nory, o ‘crush’ de Simone Biles e das redes sociais
Ginástica artística masculina leva prata e bronze no solo

O episódio rendeu 30 dias de suspensão para os atletas envolvidos – o caso acabou arquivado no Tribunal de Justiça Desportiva, e Assumpção não prestou queixa na Justiça comum. Dias depois, os três ginastas divulgaram um novo – e curto – vídeo ao lado de Assumpção em que pedem “sinceras desculpas” e dizem que “tudo não passou de brincadeira”.

Apesar de afirmar na gravação que aceitou o pedido de perdão, Assumpção revelou posteriormente que a Confederação Brasileira de Ginástica “blindou” os ginastas. “Eles não queriam que eu falasse”, contou ao jornal O Globo em julho de 2016, um ano após o caso.

Na entrevista, Assumpção deixou claro que o episódio ainda o incomodava. “O relacionamento com os atletas ainda está mexido. Principalmente, com quem causou tudo isso, que foi o Arthur Nory. Ele era meu amigo há mais de 10 anos, sempre soube que não poderia ter me exposto daquela maneira. O vídeo que ele fez foi a gota d’água. Depois, ainda achou tudo normal. Não aceitei por completo a desculpa dele.” A felicitação seletiva no Instagram mostra que a mágoa continua.

Perguntado diretamente sobre a medalha de bronze de Nory, Assumpção disse ao site UOL que torceu pelo colega, mas acrescentou: “Admiro muito quem conquista um pódio na Olimpíada, mas gosto mais ainda de quem consegue brilhar também fora das competições”.

Em vídeo, o ginasta Arthur Nory pede desculpas a Ângelo Assumpção Em vídeo, o ginasta Arthur Nory pede desculpas a Ângelo Assumpção

Em vídeo, o ginasta Arthur Nory pede desculpas a Ângelo Assumpção (/Reprodução)

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Ressentimento de “atleta” derrotado ou de biba “desprezada”?
    Enquanto pensava que ia “arrraaaasar!!!!” no país da gandaia ficou pianinho (torcendo pelo fracasso do “brasileiro”?) por “pressão” da Confederação?
    Uma briguinha de moleques chutando bola na rua (“macaco!” X “bichinha!”) pode levar a uma CONVULÇÃO CIVIL/RACIAL.
    Qual o PROPÓSITO desse tipo de matéria EM TODA A MÍDIA?

    Curtir

  2. Realmente essa historia já ta ficando chata!

    Curtir

  3. Marcos Vinícius Gomes

    Sidney Santos, acho que não, mas se houvesse para asnos, com certeza seu lugar estaria garantido…

    Curtir

  4. Paulo Henrik

    Piadinha de mal gosto com um amigo. E da mesma profissão. Não gosto desse Nory e desse Hipólyto. Inclusive são gays.

    Curtir

  5. Putz…. que manchetada sem nexo ou noção… Estaria a redação de VEJA sendo sequestrada pelo politicamente correto ?!

    Curtir

  6. TheRock4billie

    Se tivessem feito piadas de bicha, o tal do Nory tinha corrido pra denunciar nas páginas lgbt. Ou não?

    Curtir

  7. Paulo Brandão

    Pois é…a boca fala o que a alma carrega. Esse rapaz deveria ter sido orientado na época a representar contra essas pessoas. Pagariam o preço e aprenderiam a lição , embora dificilmente mudariam seus conceitos .

    Curtir

  8. Cida Freitas

    Se ficou magoado pq riu quando fizeram a piada? Com certeza piada de muito mau gosto.

    Curtir

  9. Anderson Silva

    Poxa, n concordo n, até pq na própria reportagem ele afirma q Arthur era amigo dele a 10 anos!! Agora o cara e racista e convive č ele a 10 ANOS!! faça o favor né!!
    Hj em dia tudo é bullyng, ele poderia ter revidado e zoado tbm, porem o mais pobre coitado sempre ganha…

    Curtir

  10. José Carlos Lopes de Oliveira

    Tem que cortar a amizade para sempre. O racismo é a forma mais aviltante do ser inumano se expressar. Ninguém, mas ninguém mesmo é melhor, superior , mais bonito ou mais valioso do que o outro. Quem faz essas coisa, pensa e age de forma racista merece o mais profundo desprezo, asco e nojo de toda a sociedade séria.

    Curtir