Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Por que ginasta brasileiro felicitou Hypolito e ignorou Nory

Alvo de piadas racistas de Arthur Nory, Ângelo Assumpção enviou mensagem de parabéns para Diego – e apenas para ele

O ginasta Ângelo Assumpção, que ficou de fora da convocação final para a Rio-2016, foi um dos muitos brasileiros que comemoraram nas redes sociais o resultado da prova de solo da ginástica artística masculina, que deu medalhas de prata e bronze para o país. Assumpção, porém, ignorou Arhur Nory e só parabenizou Diego Hypólito. “Hoje seu sonho for concretizado, muito suor e luta… Parabéns por conquistar essa tão sonhada medalha”, escreveu no Instagram, junto com uma foto em que abraça Diego. Um episódio de 2015 ajuda a explicar por que o ginasta não citou o colega que levou o bronze.

Quando Arthur Nory começou a se destacar na Rio-2016 – e virou o queridinho das redes sociais –, voltou à tona um caso de racismo envolvendo o ginasta brasileiro. Em 2015, ele e outros dois colegas da equipe, Fellipe Arakawa e Henrique Flores, divulgaram um vídeo no Snapchat em que faziam piadas de cunho racista com Assumpção, que é negro. “Seu celular quebrou. A tela quando funciona é branca, quando estraga é de que cor? É preta!”, dizem no vídeo, olhando para Assumpção. “O saquinho de supermercado é de que cor? Branco. E o de lixo? É preto”, continuam.

LEIA TAMBÉM:
Arthur Nory, o ‘crush’ de Simone Biles e das redes sociais
Ginástica artística masculina leva prata e bronze no solo

O episódio rendeu 30 dias de suspensão para os atletas envolvidos – o caso acabou arquivado no Tribunal de Justiça Desportiva, e Assumpção não prestou queixa na Justiça comum. Dias depois, os três ginastas divulgaram um novo – e curto – vídeo ao lado de Assumpção em que pedem “sinceras desculpas” e dizem que “tudo não passou de brincadeira”.

Apesar de afirmar na gravação que aceitou o pedido de perdão, Assumpção revelou posteriormente que a Confederação Brasileira de Ginástica “blindou” os ginastas. “Eles não queriam que eu falasse”, contou ao jornal O Globo em julho de 2016, um ano após o caso.

Na entrevista, Assumpção deixou claro que o episódio ainda o incomodava. “O relacionamento com os atletas ainda está mexido. Principalmente, com quem causou tudo isso, que foi o Arthur Nory. Ele era meu amigo há mais de 10 anos, sempre soube que não poderia ter me exposto daquela maneira. O vídeo que ele fez foi a gota d’água. Depois, ainda achou tudo normal. Não aceitei por completo a desculpa dele.” A felicitação seletiva no Instagram mostra que a mágoa continua.

Perguntado diretamente sobre a medalha de bronze de Nory, Assumpção disse ao site UOL que torceu pelo colega, mas acrescentou: “Admiro muito quem conquista um pódio na Olimpíada, mas gosto mais ainda de quem consegue brilhar também fora das competições”.

Em vídeo, o ginasta Arthur Nory pede desculpas a Ângelo Assumpção Em vídeo, o ginasta Arthur Nory pede desculpas a Ângelo Assumpção

Em vídeo, o ginasta Arthur Nory pede desculpas a Ângelo Assumpção (/Reprodução)

 

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Shannon Nardelli

    Mimimiiiiiiiiii mimimimiiiiiii… é o melô do mimimiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii… Tudo agora é racismo, homofobia ou sei lá o que? O cara fez uma piada… assim como fiz com muitos quando era mais novo e fizeram comigo… Zoamos muito e ninguém morreu por isso.

    Curtir

  2. Sylvia Lehman

    O que vejo nesses comentários sim, são racismo . E não a brincadeira imbeil que um jovem de 20 anos fez .

    Curtir