Clique e Assine a partir de R$ 19,90/mês

Por Peng Shuai, WTA suspende torneios de tênis na China

Presidente-executivo da associação, Steve Simon, diz não estar convencido de que tenista está bem e em segurança

Por Alessandro Giannini 1 dez 2021, 18h10

Embora a tenista chinesa Peng Shuai, ex-número um do mundo no ranking de duplas, tenha reaparecido e até falado com autoridades do esporte. ainda pairam dúvidas sobre bem-estar e segurança da atleta. Foi isso que levou a Associação de Tênis Feminino (WTA, na sigla em inglês) a suspender torneios na China.

“Não vejo como posso pedir aos nossos atletas para competir lá, quando Peng Shuai não tem permissão para se comunicar livremente e aparentemente foi pressionada a contradizer sua alegação de agressão sexual”, disse em comunicado o presidente-executivo da WTA, Steve Simon.

No dia 2 de novembro, Peng publicou uma denúncia em suas redes sociais alegando que o ex-vice-primeiro-ministro da China Zhang Gaoli a havia assediado sexualmente. Depois disso, os posts foram apagados, o assunto proibido e ela praticamente sumiu, tornando-se um assunto de preocupação internacional por quase três semanas.

Até que, em 21 de novembro, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, teve uma videochamada de 30 minutos com Peng durante a qual ela garantiu que estava segura e na companhia da família e de amigos. Simon disse que a decisão de suspender os torneios na China teve total apoio do Conselho de Administração da WTA, porque não está convencido de que tudo está bem com a tenista chinesa.

Continua após a publicidade

Publicidade