Clique e assine a partir de 9,90/mês

Por falta de adaptação, Jóbson rescinde com o lanterna Barueri

Por Da Redação - 9 jul 2012, 18h13

Durou pouco mais de um mês a aventura do atacante Jóbson com a camisa do Grêmio Barueri. Com apenas um gol marcado em quatro partidas e sem tirar a equipe da lanterna do Campeonato Brasileiro da Série B, o atacante solicitou a rescisão de contrato por falta de adaptação à cidade e ao clube.

O pedido foi feito ao presidente do Barueri, Domingos Brito, e ao diretor de futebol e amigo pessoal do próprio Jóbson, Renê Marques, nesta segunda-feira, mas só será sacramentado na terça. O atacante comparecerá ao CT Vila Porto para assinar a rescisão do vínculo e, logo depois, retorna ao Rio de Janeiro para cumprir contrato com o Botafogo. A justificativa do atacante de 24 anos para não triunfar na Abelha foi falta de adaptação.Jobson é paraense de Conceição do Araguaia, mas foi revelado nas categorias de base do Brasiliense. Depois de passagens por Santa Marta-DF e Jeju United, da Coréia do Sul, foi indicado ao Botafogo pelo técnico Estevam Soares, que o havia comandado no Distrito Federal. Em 2009, o atacante teve ascensão meteórica vestindo a camisa do clube carioca, sendo destaque das últimas roadas do Brasileirão.

Naquele momento de glória, no entanto, o jogador foi flagrado no exame antidoping por consumo de cocaína em partidas contra Coritiba e Palmeiras, sendo preventivamente afastado. O Cruzeiro, que já havia acertado sua contratação, desistiu do negócio na última hora. Jobson ainda atuou por Atlético-MG e Bahia antes de cumprir o gancho de três meses. Em 2012, teve oportunidades pelo Botafogo, no Campeonato Carioca, mas não aproveitou, nem no Grêmio Barueri, sob o comando de Vinícius Eutrópio, Mauro Fernandes e do próprio Estevam Soares.

Publicidade